Amazonas Notícias

Polo Industrial de Manaus cresce 10,46% no faturamento entre janeiro e abril

Setor registra R$ 63,86 bilhões e aumento significativo nas exportações e produção

O Polo Industrial de Manaus (PIM) faturou R$ 63,86 bilhões no período de janeiro a abril de 2024, um aumento de 10,46% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o faturamento foi de R$ 57,81 bilhões. Em dólares, o resultado do primeiro quadrimestre atingiu US$ 12,7 bilhões, indicando um crescimento de 12,01% em comparação ao mesmo período de 2023 (US$ 11,34 bilhões).

Segundo Bosco Saraiva, superintendente da Suframa, os números refletem a tendência de redução da taxa básica de juros pelo Copom e a estabilização dos níveis dos rios, fatores que contribuíram para a normalização da produção no PIM e o consequente crescimento no faturamento.

As exportações do PIM somaram US$ 227,46 milhões até abril, representando um aumento de 16,47% em relação ao mesmo período de 2023 (US$ 195,29 milhões). Em termos de mão de obra, o Polo empregou 116.450 trabalhadores em abril, incluindo temporários, terceirizados e efetivos. A média mensal de trabalhadores em 2024 é de 116.966, um crescimento de 4,6% em comparação ao mesmo período de 2023 (111.818 trabalhadores).

Setores e produtos em destaque
Os principais setores do PIM até abril foram Bens de Informática (23,37%), Eletroeletrônico (17,37%), Duas Rodas (19,25%), Químico (10%) e Termoplástico (8,53%). Destes, os subsetores de Duas Rodas e Termoplástico se destacaram, com faturamentos de R$ 12,29 bilhões e R$ 5,44 bilhões, respectivamente, e crescimentos de 22,65% e 10,55%.

Entre os produtos com maior aumento de produção no período de janeiro a abril estão:

Receptores de sinal de televisão: 2.284.338 unidades, crescimento de 106,58%
Condicionadores de ar do tipo janela ou de parede: 152.957 unidades, aumento de 197,86%
Condicionadores de ar do tipo split system: 1.875.633 unidades, aumento de 84,41%
Rádios aparelhos reprodutores e gravadores de áudio (não portáteis): 298.803 unidades, aumento de 43,52%
Monitores com tela de LCD (para uso em informática): 954.869 unidades, aumento de 20,62%
Fornos micro-ondas: 1.802.247 unidades, aumento de 59,09%
Motocicletas, motonetas e ciclomotos: 625.294 unidades, aumento de 17,84%
Televisores com tela de LCD e OLED: 4.462.591 unidades, aumento de 4,31%
Microcomputadores portáteis: 197.189 unidades, aumento de 34,78%

Relacioandos