Take a fresh look at your lifestyle.

População revoltada apedreja ônibus em greve no Centro de Manaus

-publicidade-

Manaus – Pelo segundo dia consecutivo e o 4° de greve dos rodoviários, os manauenses ficam sem ônibus na cidade. Nesta sexta-feira (1°), alguns usuários do transporte público em Manaus se revoltaram e jogaram pedras contra ônibus que estavam parados ao longo das avenidas Leonardo Malcher e Constantino Nery.

Pelo menos três veículos tiveram os vidros laterais quebrados e a Secretaria Municipal de Transportes urbanos (SMTU) pediu a retirada dos carros imediatamente. Os veículos começaram a ser levados para as garagens no fim da manhã. Os passageiros ficaram revoltados com mais um dia de paralisação dos ônibus na capital amazonense. Nesta quinta-feira (31), 100% da frota ficou nas garagens e prejudicou 700 mil usuários.

Já nesta sexta, descumprindo uma decisão da Justiça amazonense, os motoristas decidiram parar por volta das 8h na área central. Muitas pessoas que conseguiram chegar ao Centro reclamaram de não poder voltar para casa.

Os transportes alternativos, como mototaxis, alternativos e uber, têm sido as opções para quem não quer esperar. Já quem depende exclusivamente do transporte público municipal vai passar horas nas paradas e não há previsão para o retorno das atividades.

O Sindicato dos Rodoviários de Manaus agendou uma coletiva de imprensa, onde abordará temas como a repercussão da denúncia do prefeito Arthur Neto contra a categoria e a decisão da Justiça em apenas beneficiar os empresários, que até agora não cederam às pressões dos trabalhadores. Eles desejam obter o reajuste salarial de 3,5%.

-publicidade-