Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Potencialidades de bioprodutos são discutidas em visita da Suframa à 3M no Polo Industrial de Manaus

Data: 31/05/2021

As potencialidades dos benefícios em agregar matéria-prima regional a produtos já fabricados na Zona Franca de Manaus foi um dos assuntos tratados durante visita de equipe da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) à planta da 3M Manaus, localizada no quilômetro 23 da rodovia AM-010. Na ocasião, a comitiva da Autarquia foi recebida pelo presidente da 3M no Brasil, Marcelo Oromendia, acompanhado do diretor residente da 3M Manaus, Eduardo Araújo, do gerente de segurança corporativa, Paulo Bittencourt, e do engenheiro de manufatura, Patrick Lima.

A nova planta fabril, inaugurada em 2015, tem 19 mil metros quadrados de área construída, com aproximadamente 300 trabalhadores, em um terreno de 264 mil metros quadrados. Na 3M Manaus são produzidos blocos Post-it, fitas e películas adesivas, filtros de privacidade, tachas refletivas e EPIs como respiradores faciais e itens para trabalhos em altura. A empresa possui mais cinco unidades no Brasil e a fábrica localizada no PIM representa 20,4% do total da produção nacional. De acordo com o presidente da 3M Brasil, há planos para expandir a infraestrutura da fábrica até o ano de 2023, bem como ampliar as exportações, que atualmente giram em torno de 5% do que é produzido.

Durante a visita, a comitiva da Suframa, composta pelo superintendente Algacir Polsin, pelos superintendentes adjuntos Manoel Amaral (Planejamento e Desenvolvimento Regional) e Dower Borges (Projetos), pelo gestor do Centro de Biotecnologia da Amazônia, Fábio Calderaro, e pelos coordenadores José Ramalho (Comércio Exterior) e Ana Souza (Estudos Econômicos e Empresariais), visitou as instalações da fábrica, passando por todas as linhas de produção e pelo armazém da empresa. “Estamos aqui com uma equipe que pode auxiliar a empresa em relação a PD&I, incentivos fiscais, prospecção de negócios ou ainda no campo de desenvolvimento de bioprodutos. Queremos sempre somar esforços e buscamos trabalhar em sinergia para reforçar o Polo Industrial de Manaus e atrair cada vez mais investimentos”, afirmou Polsin.

Os recursos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I), os quais a empresa tem obrigações de pagamento a partir de três Processos Produtivos Básicos (PPBs) que são produzidos na planta, entraram na pauta da reunião. A Suframa também aproveitou o momento para apresentar as diretrizes gerais da Resolução CAS nº 02/2021, que estabelece critérios para acesso aos incentivos fiscais previstos no Decreto Lei nº 1.435/1975, para produtos com preponderância de matéria-prima regional. “Vejo como uma janela de oportunidade, caso seja do interesse da 3M, a inserção de matéria-prima regional em algum dos produtos, e assim usufruir dos incentivos da referida legislação. Para isso, uma opção é usar o investimento de PD&I para o desenvolvimento desse bioproduto”, observou o superintendente. O presidente da 3M Brasil agradeceu a visita da comitiva da Autarquia e todas as informações repassadas pela equipe, que deverão agora ser analisadas com mais profundidade pela empresa.

-publicidade-