Amazonas Notícias

Prefeito acompanha entrega de documentos para licitação do novo transporte complementar

Como parte das medidas que visam garantir um transporte público em Manaus mais seguro e eficiente, o prefeito David Almeida acompanhou, nesta quinta-feira, 31/8, a entrega da documentação que integra as ações do projeto de lei sobre o modal de transporte complementar. A ação, coordenada pelo Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), aconteceu no auditório da Casa Militar de Manaus, na avenida Compensa, zona Oeste.

Segundo o prefeito, essa mudança será significativa no município, com relação ao transporte coletivo. “Essa é uma luta de 20 anos, para que a gente possa renovar o transporte alternativo e executivo na cidade de Manaus. Agora, nós estamos recebendo essas documentações, dando a ciência, para que tudo possa ser conferido nos próximos 15, 20 dias. O nosso prazo aqui é até final de outubro, para que todo esse certame esteja concluído nessa que é a maior licitação que a prefeitura faz, com o maior número de pessoas concorrentes, no caso, empreendedores individuais. Nós vamos mudar a cara da cidade com relação ao transporte executivo e alternativo, e todos os ônibus serão renovados a partir da finalização desse processo de licitação”, afirmou Almeida.

A proposta é substituir o serviço alternativo e integrar o transporte complementar ao sistema público urbano com viagens programadas, frota estabelecida, e o passageiro poderá, inclusive, acessar os veículos utilizando o vale-transporte, o cartão do estudante e, ainda, os cartões gratuidade para Pessoa com Deficiência (PcD). O novo serviço complementar oferecerá transporte mais barato em relação ao preço do transporte executivo.

O diretor-presidente do IMMU, Paulo Henrique Martins, explicou os procedimentos do processo licitatório. “Tanto o modal executivo quanto alternativo estão, há 20 anos, esperando que haja uma licitação. E, estamos promovendo um processo claro e transparente em que as pessoas possam concorrer de forma justa a uma vaga. É isso que o prefeito Davi Almeida prometeu e é isso que está sendo realizado. O processo todo foi discutido com as pessoas que trabalham no segmento, de modo que a gente tenha um processo licitatório muito bem conduzido e tranquilo”, explicou.

Um dos candidatos ao processo licitatório, Rilmar Albuquerque Costa, elogiou a iniciativa de fazer o processo licitatório. “O benefício maior será para a população porque, após esse processo, todos os permissionários vão adquirir ônibus novos com qualidade, será um serviço de qualidade para a população de Manaus”, frisou.

Outro benefício que o transporte complementar vai oferecer é a utilização de linhas diretas e também as que atenderão os terminais e as estações. Assim, com uma única passagem, o usuário poderá fazer o deslocamento da maneira que achar melhor, por toda a cidade.

 Atualmente, o sistema de transporte urbano da capital amazonense atua com três tipos de modais oferecendo o serviço de condução de passageiros, com o sistema convencional, que é o utilizado pela grande maioria e circula por toda a cidade, chamados de coletivos; o transporte de micro-ônibus alternativos, que realizam o transporte dos passageiros entre as zonas Norte e Leste; e os executivos, que rodam em todas as áreas da cidade.

— — —

Texto – Beathriz Torres / Semcom e Álisson Castro / IMMU

Fotos – Dhyeizo Lemos/Semcom

Relacioandos