Take a fresh look at your lifestyle.

Prefeitura amplia serviço de telemonitoramento de casos de Covid-19

-publicidade-

A Prefeitura de Manaus ampliou o serviço de telemonitoramento de casos da Covid-19. Após parceria com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), que cedeu alunos finalistas do curso de Medicina, mais de 2 mil ligações são feitas, em média, por dia, e pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19 são acompanhados na capital amazonense.

“Essa é uma das ferramentas utilizadas dentro da estratégia de enfrentamento à pandemia, em que a relação de pacientes notificados com suspeita ou confirmação de Covid-19 vêm para nossa plataforma e nós entramos em contato para saber como esse usuário se encontra, além de fornecer alguma ajuda durante o período de doença”, explicou a médica cardiologista, Kelly Simone dos Santos, coordenadora do serviço de telemonitoramento da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Dos 66 atendentes atualmente trabalhando no serviço, 42 são acadêmicos finalistas de Medicina da Ufam, que prestam serviço para a Semsa e, em contrapartida, recebem da Escola de Saúde Pública (Esap) um certificado com a carga horária trabalhada. Os outros atendentes são 23 servidores da Semsa, e uma médica da Esap.

“Existe uma rotina de atendimento, a gente se identifica ao usuário, colhe informações e classifica o quadro clínico desse usuário em leve, moderado e grave, de acordo com a estratificação criada pelo Ministério da Saúde e, de acordo com as condições clínicas em que o paciente se encontra a gente faz as orientações para domicilio, ou orienta que ele procure uma unidade de saúde para atendimento presencial”, destacou Kelly.

Os dados são de pacientes incluídos no sistema “e-SUS Notifica”. Independentemente de onde o paciente tenha sido atendido, no serviço público ou privado de saúde, os dados são recebidos pelo sistema de telemonitoramento, e os atendentes entram em contato.

Na última quarta-feira, 3/1, houve 2.662 tentativas de contato durante o expediente, com 1.601 atendimentos de sucesso. “Todo paciente atendido em um laboratório, SPA, UBS, Pronto Socorro, com confirmação ou suspeita de Covid-19, deve ser notificado e para isso o usuário deve dar o telefone de contato correto e o CPF, além do endereço, para que em caso de necessidade, possamos indicar a unidade de saúde mais próxima, para auxiliar aquele usuário”, informou Kelly Simone.

Texto – Maryane Maia / Semcom

Foto – João Viana / Semcom

-publicidade-