Prefeitura apresenta ao MP as medidas de prevenção à Covid-19 utilizadas nas aulas híbridas da Semed

A Prefeitura de Manaus, de forma remota, se reuniu nesta sexta-feira, 2/7, com o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE), para apresentar as medidas de prevenção e monitoramento à Covid-19 após o início das aulas híbridas. Foram apresentados dados das atividades híbridas de 310 unidades escolares, com percentual de 61% das escolas da rede. Dados mostraram ainda que 90,8% de servidores da Secretaria Municipal de Educação (Semed) já receberam a primeira dose do imunizante contra o coronavírus, e 29,5%, a segunda dose.

O encontro contou com a participação do secretário municipal de Educação, Pauderney Avelino, da promotora de Justiça, Renata Cintrão Simões de Oliveira, especializada na Proteção e Defesa dos Direitos Humanos à Educação do MP, e representantes do Grupo de Trabalho Intersetorial, com servidores da Semed e Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

O Grupo de Trabalho apresentou a ação realizada pelo Sistema de Monitoramento das Condições de Saúde da Educação (Simsed), o fluxo de monitoramento de atendimento de casos suspeitos, as visitas realizadas nas escolas municipais pela Vigilância Sanitária do município (Visa Manaus), entre outras ações.

O secretário Pauderney Avelino afirmou que todos os cuidados e ações estão sendo realizados para garantir a segurança dos alunos, educadores e servidores na rede municipal de ensino.

“Nós reiniciamos o ano letivo de forma semipresencial, com metade das turmas em cada dia, onde aquela turma que não vai para a escola recebe as aulas pelo sistema remoto. O prefeito David Almeida sempre teve muita atenção e responsabilidade com tudo o que envolve a educação. Todas as ações foram executadas com muito cuidado para assegurar o direito ao ensino de qualidade aos alunos, seguindo os protocolos de saúde”, disse o secretário.

De acordo com o diretor do Departamento de Planejamento (Deplan) da Semed, Leís Batista, a rede municipal realiza um trabalho de alinhamento entre todos os setores envolvidos no retorno das aulas.

“Foi criada uma portaria intersetorial, que envolveu também a Semsa, a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), que tem nos dado apoio semanalmente no monitoramento de ações de prevenção. O MP ficou satisfeito com os resultados apresentados, pois conseguimos dirimir todos os questionamentos que eles tinham e também conseguimos apresentar a realidade da secretaria atualmente”, contou.

O chefe da Divisão Geral dos Distritos (Degd), Júnior Mar, afirmou que todas as escolas foram bem orientadas e equipadas para evitar qualquer tipo de contaminação do novo coronavírus.

“Tem toda uma infraestrutura, logística e mobília no combate ao Covid-19, sendo uma das nossas prioridades nesse retorno semipresencial. Temos sinalização de distanciamento, álcool em gel, dispenser nas escolas e com os totens. Estamos também com distribuição de máscaras para os alunos e servidores, e trabalhando toda parte de ventilação das escolas”, finalizou.

Texto – Paulo Rogério / Semed

Foto – Cleomir Santos / Semed