Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Prefeitura capacita coordenadoras dos Cras e Creas para promover melhorias no atendimento à população

Com o objetivo de integrar as servidoras e promover o conhecimento com vistas à qualificação dos serviços, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), iniciou nesta segunda-feira, 15/3, o 1º “Curso de Formação para as Coordenadoras dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e dos Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas”)”. O curso será realizado até a próxima sexta-feira, 19/3.

As equipes que compõem os Cras e Creas são formadas, em sua maioria, por assistentes sociais e psicólogas. No curso, serão ministradas oficinas, dinâmicas, e conteúdos voltados para as reflexões sobre a atuação do coordenador dos Cras e Creas, além da contextualização da assistência social em tempos de pandemia.

“Nós queremos aprimorar o atendimento que é feito nas nossas unidades Cras e Creas. São profissionais que estão na ponta, atendendo a população, então é preciso que essas pessoas, que já estão em situação de vulnerabilidade, fragilizadas, tenham uma atenção diferenciada. Desde o início da gestão do prefeito David Almeida, nós realizamos também uma capacitação para os nossos servidores que trabalham no atendimento do Disque Denúncia da Semasc e continuaremos buscando qualificar nossos serviços para melhor atender aos usuários”, afirmou a secretária da Semasc, Jane Mara Moraes.

A coordenadora do CRAS Compensa 1, Zilmara Batista, aprovou a iniciativa. “Os Cras são a porta de entrada para as pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social, então, passar por uma capacitação como essa é fundamental para que possamos melhorar o atendimento que damos à população”, declarou.

Já para a coordenadora do Creas Norte, Glória Carvalho, a palavra foi gratidão. “Eu me sinto muito grata por poder estar fazendo parte dessa nova gestão, e a capacitação é uma oportunidade para que a gente possa estar se reciclando, se renovando, criando e pensando em novas estratégias para que a gente possa trabalhar de forma efetiva”, finalizou.

Centro de Referência

O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) é a porta de entrada da assistência social. Localizado prioritariamente em áreas de maior vulnerabilidade social, oferta os serviços visando ao fortalecimento da convivência com a família e com a comunidade. Manaus conta com 20 Cras.

Oferece também o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif) e o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), além de orientar sobre os benefícios assistenciais e inscrever os cidadãos no Cadastro Único para programas sociais do governo federal.

A capital conta com cinco Creas, que ofertam atendimento especializado a famílias e indivíduos que vivenciam situações de vulnerabilidade, com direitos violados, geralmente inseridos no núcleo familiar. Famílias nesta situação têm a convivência familiar mantida, embora os vínculos possam estar fragilizados ou até mesmo ameaçados. O trabalho é realizado por meio do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (Paefi).

Os principais casos atendidos no Creas são: violência física, psicológica e negligência; violência sexual; abuso e/ou exploração sexual; afastamento do convívio familiar devido à aplicação de medida de proteção; abandono; vivência de trabalho infantil; discriminação em decorrência da orientação sexual e/ou raça/etnia; cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto de Liberdade Assistida e de Prestação de Serviços à Comunidade por adolescentes.

Texto – Leonardo Fierro/Assessoria Semasc

Foto – Altemar Alcântara / Semcom

-publicidade-