Amazonas Notícias

Prefeitura de Manaus entra em fase final de obras no entorno do viaduto Josué Cláudio de Souza

O trecho localizado abaixo do viaduto Josué Cláudio de Souza, por onde passa a avenida Álvaro Maia, na zona Centro-Sul da capital, erodiu em dezembro do ano passado devido às fortes chuvas. De forma imediata, as equipes de engenharia da Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), realizaram uma vistoria técnica no local e asseguraram a integridade e resistência da estrutura do viaduto. 

A atuação das equipes de obras também iniciou de forma imediata, como pronta resposta ao problema, com a realização de serviços emergenciais de contenção da erosão. Nesta sexta-feira, 30/6, os trabalhos entram em fase final, com a concretagem da escada, construída para levar acesso aos moradores até a via principal. A nova escada em concreto que será finalizada ainda esta semana, também vai receber um corrimão, para garantir maior segurança, especialmente as crianças e aos idosos.

Em seguida, os trabalhos serão destinados a toda a parte de aterro, com o intuito de nivelar o terreno, além da finalização do muro de contenção, para que seja iniciada a plantação da grama em toda a área, evitando o encharcamento do solo e, consequentemente, a ocorrência de deslizamentos de terra.

Os serviços também seguem em fase de finalização junto à escada hidráulica, essencial para que a água da chuva possa escoar de forma correta, mais branda, de modo a evitar novos processos erosivos. 

O secretário de Obras, Renato Junior, destaca que o serviço na área é de grande porte, devido à profundidade da erosão, que colocava em risco as casas no entorno, por esse motivo, também é realizado com cautela, para garantir a qualidade no serviço. 

“O problema de erosão no entorno desse viaduto será solucionado de forma definitiva, como determinou o prefeito David Almeida, esse é um compromisso dessa gestão. Esse tipo de obra, é emergencial, os trabalhos, porém são realizados por etapas, porque aí havia muitos problemas que causavam esse processo erosivo, desde a ausência de redes de drenagem até a falta de acessibilidade para os moradores. Nós estamos trabalhando, de forma engajada, empregando todos os esforços possíveis, para dar melhores condições de vida a essas pessoas”, afirmou o secretário.

Ao término da implantação da rede de drenagem e todos os serviços de contenção da erosão, os trabalhos serão finalizados com a pavimentação asfáltica, não apenas no beco, mas também nas vias do entorno, devolvendo a trafegabilidade e a qualidade de vida aos moradores.

— — —

Texto – Mariana Rocha/Seminf

Fotos – Márcio Melo/Seminf

Relacioandos