As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Prefeitura de Manaus promove a 2ª edição do concurso Masterchef para as manipuladoras de alimento

Com ingredientes da merenda escolar, quatro manipuladoras de alimentos das escolas da rede municipal de ensino, gerenciadas pela Divisão Distrital Zonal (DDZ) Rural, foram as finalistas na 2ª edição do Concurso Masterchef DDZ Rural, da Prefeitura de Manaus. O evento foi realizado nesta sexta-feira, 8/11, na escola municipal Maria Leide Amorim, comunidade São João, na BR 174, zona rural.

O objetivo do concurso é incentivar a elaboração de receitas saudáveis, nutritivas e saborosas para integrar o cardápio da alimentação escolar das unidades da Secretaria Municipal de Educação (Semed), além de valorizar o trabalho das manipuladoras de alimentos.

De acordo com a chefe da DDZ Rural, Edilene Pinheiro, a primeira edição do concurso foi um sucesso e isso fez com que o evento se torne uma ação anual da Divisão. “O objetivo do concurso foi alcançado e a empolgação das manipuladoras é visível. Elas se sentem valorizadas e isso faz com que todos os dias produzam alimentos de qualidade e os alunos comam, repitam e cheguem em casa elogiando a comida da escola”, explicou Edilene.

Escondidinho de filé de pirarucu com banana pacovã, filé de peixe ao molho com arroz e cenoura, “porpeta do saber” (almôndegas ao molho com macarrão) e salpicão à moda da BR 174, foram os pratos apresentados na disputa. Os jurados acompanharam todos os passos do preparo dos pratos.

O tempo para cada cozinheira foi de acordo com o prato apresentado, um deles levou até duas horas. Cada jurado ficou responsável para analisar uma receita. Eles levaram em consideração o modo e o tempo de preparo, apresentação visual e sabor.

Todos os pratos foram preparados com os ingredientes fornecidos às 499 unidades de ensino, por meio do Programa Merenda Escolar e da Agricultura Familiar. “Esse concurso serve para provar que a merenda servida nas escolas pode ser um prato bem elaborado, isso depende do manipulador e da gestão da unidade. O peixe que servimos é filé de dourado, pescada e picadinho de jaraqui e aqui foram servidos dois pratos com peixe e estavam deliciosos”, comentou Helder Ehm Maia, um dos jurados que é gerente de Controle e Qualidade da Merenda Escolar da Semed.

A premiação do 1º ao 3º lugar foi em dinheiro e 4º colocado levou um prêmio simbólico. A grande campeã, foi a Dilcilene Cordeiro, da escola municipal Solange Nascimento, no KM 2, com o prato “porpeta do saber’. “De verdade, não fiquei surpresa com a premiação. Eu estava muito confiante na receita, porque ela é fácil de fazer e todos os ingredientes têm na escola e pode ser utilizado, sem nenhuma dificuldade”, disse a grande vencedora.

Alguns alunos também fizeram questão de participar e torcer para a representante da escola. Como o Cleiton Freire, 17, do 9º ano, que estuda na unidade campeã. Para ele, depois do concurso um simples prato de feijão mudou bastante. “O tempero agora é diferente, está mais incrementado. O feijão, arroz, macarrão e todas as outras merendas servidas, ganharam um gosto diferente”, comentou.

Texto – Érica Marinho / Semed

Foto – Eliton Santos / Semed

você pode gostar também