Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Prefeitura de Manaus realiza obra preventiva na rua Luiz Antony

A Prefeitura de Manaus realiza obra de drenagem profunda no cruzamento entre as ruas Luiz Antony e Alexandre Amorim, no Centro de Manaus. Devido às fortes chuvas que caíram na noite desta terça-feira, 23/3, um trecho da tubulação sofreu um desanelamento e cedeu; de imediato, o prefeito David Almeida determinou que a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) iniciasse os trabalhos para sanar o problema.

“O nosso clima, nesses primeiros meses do ano, tem nos apresentado diversos desafios em toda a cidade. São problemas que a Prefeitura de Manaus deve resolver de imediato. Na segunda estivemos na Redenção, hoje estive no Crespo, agora nossas equipes estão no Centro agilizando a recuperação dos problemas. Onde surgir uma necessidade, lá haverá a presença da prefeitura”, comentou o prefeito David Almeida.

Mais de dez servidores trabalham na manutenção. O trecho rompido será substituído por uma nova tubulação com 700 metros de extensão. Na sequência, o local vai receber massa asfáltica. A previsão de conclusão do serviço é para a próxima quinta-feira, 25/3.

Segundo o fiscal da obra, Efrain Aragão, as ações e as intervenções rápidas na infraestrutura são determinações do prefeito David Almeida e do vice-prefeito Marcos Rotta, que visam solucionar os problemas de imediato e evitar possíveis transtornos à população, principalmente nesse período chuvoso.

“A Seminf tem como rotina os trabalhos de recuperação e implantação de drenagens profundas. Nesta via, estamos ajustando os tubos da rede de drenagem. Devido às chuvas, houve grande acúmulo de água, causando o problema. São ações rápidas e necessárias, para evitar transtornos para todos”, explicou Aragão.

Para Rita Lima, moradora da via, que acompanha a obra de perto, a ação rápida da Seminf evitou o risco de danos maiores aos moradores e ao comércio da localidade. “A ação da prefeitura foi rápida, os servidores chegaram aqui já averiguando a situação e logo depois já estavam trabalhando. As chuvas foram torrenciais e, com certeza, causaram esse problema” enfatizou Rita.

Texto – Divulgação / Seminf

Foto – Márcio Melo / Seminf

-publicidade-