As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Prefeitura de Manaus realiza seminário de implante coclear e surdez

Com objetivo de divulgar conceitos e a importância do implante coclear, a Prefeitura de Manaus, por meio do Complexo Municipal de Educação Especial (CMEE) André Vidal de Araújo, coordenado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizou nesta segunda-feira, 23/9, o “1º Seminário de Implante Coclear e Surdez: Saúde, Educação e Inclusão”. O evento alusivo ao Dia Nacional dos Surdos, que será celebrado no próximo dia 26/9, quinta-feira, contou com a participação de professores das escolas que trabalham com alunos de implante coclear, pais e responsáveis.

O seminário foi realizado no auditório da Escola Legislativa Senador José Lindoso, na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), no bairro Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul.

A ação faz parte do Programa de Reabilitação Auditiva para Crianças Usuárias de Implante Coclear (PIC), realizado no CMEE André Vidal de Araújo, desde abril de 2012. Atualmente, a Semed atende 15 alunos com implante coclear da educação infantil e do 1º ao 9º ano do ensino fundamental, com fonoaudióloga, psicopedagoga e psicóloga. O atendimento é realizado às terças e quartas-feiras, e de acordo com a reabilitação da criança é trabalhada a fala, a questão auditiva, palavras simples, construção de palavras complexas, cores, entre outras atividades.

A programação contou com a apresentação do PIC, pela coordenadora e fonoaudióloga Mariana Pedrett, além das palestras com a fonoaudióloga Annalyz Costa de Carvalho, “Triagem Auditiva Neonatal: onde tudo começa”; com o médico otorrino Luiz Avelino Júnior, “O que é implante Coclear?”; com a assistente social, Circe Barroncas Passos Pinheiro, “Encaminhamentos – Implante Coclear”; e a fonoaudióloga Sandra Costa Moreira, com “Tríade: Implantação – Família – Escola. O fazer de cada um para o sucesso coletivo”.

“Nós fazemos o atendimento do aluno implantado. Em Manaus, somente quem faz esse trabalho é a Semed, por meio do CMEE André Vidal de Araújo. Por isso, estamos realizando o seminário para justamente divulgar onde o aluno implantado pode ser atendido e ter esse suporte com fonoaudióloga, psicopedagoga e psicóloga”, explicou a diretora do CMEE André Vidal de Araújo, Reni Formiga, sobre a importância do seminário de mostrar o trabalho realizado pela secretaria com os alunos que passaram pelo procedimento do implante.

Com o tema “Os direitos da pessoa com deficiência auditiva”, a advogada e fundadora da Associação Amazonense de Apoio do Deficiente Auditivo e Usuários de Implante Coclear (Amada), Tatiane Pereira Braga, ressaltou a importância dos educadores de conhecerem a legislação em vigor.

“A Prefeitura de Manaus, por meio da Semed, está de parabéns porque é um tema relativamente novo na área de educação. A necessidade de trabalhar novas estratégias bem recentes, porque agora esses implantes estão chegando às escolas e trazendo essa necessidade de um atendimento diferenciado pela Semed. Esse evento está preparando os professores para prestar esse atendimento”, completou.

Melhorias

Com passagem pela escola municipal Vicente de Paula, bairro Japiim, zona Sul da cidade, Euler Ribeiro Vieira Neto, 17, durante cinco anos participou do PIC. Para ele, o trabalho realizado pela rede municipal de ensino no atendimento pós-implante foi fundamental para o desenvolvimento dele como pessoa e na escola.

“Agora eu escuto melhor, ouço as vozes das pessoas e estou muito feliz de ouvir melhor, tudo isso graças a Deus pelo atendimento do programa da Semed. Agora converso com meus amigos e em sala de aula os professores me entendem melhor. Sinto-me feliz de poder ouvir e falar, é algo maravilhoso”, declarou.

Mãe do aluno do 2º período, Denyon Allan Souza Ferreira, 6, do Centro Municipal de Educação infantil (Cmei) Poeta Alvares de Azevedo, no bairro Santa Etelvina, zona Norte, a dona de casa Ana Paula da Silva Souza, 29, disse que filho já participa do PIC há sete meses.

“O programa na vida dele tem sido essencial porque me ensinou muita coisa como treinar com ele em casa, fazer exercícios, continuar no processo em casa, passado pela fonoaudióloga. Estou vendo ele evoluir a cada dia, tem sido maravilhoso o progresso”, informou.

Texto – Paulo Rogério / Semed
Foto – Cleomir Santos / Semed