Prefeitura divulga nota e afirma que não houve mudança no prazo para aplicação de segunda dose da vacina contra a Covid-19

A Prefeitura de Manaus esclarece que não houve mudança no prazo para aplicação de segunda dose das vacinas AstraZeneca/Oxford e Pfizer/BioNTech. A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), responsável pela operacionalização da campanha de vacinação contra a Covid-19 na capital, mantém em 84 dias o intervalo entre doses dos dois imunizantes, conforme orientação do Ministério da Saúde (MS).

Para fins de operacionalização, o sistema Imuniza Manaus (https://imuniza.manaus.am.gov.br) considera 80 dias como padrão médio de referência para agendamento automático da segunda dose, garantindo a margem de quatro dias para acomodar a agenda em dias úteis para a vacinação, não sendo considerados domingos e feriados.

O Imuniza Manaus faz o cálculo com base no número de dias do intervalo, realizando o agendamento de modo a evitar que o usuário ultrapasse esse prazo, caso esqueça de consultar o sistema no período de sua segunda dose ou, por algum motivo, não possa comparecer no dia agendado.

A prefeitura também esclarece que a data anotada no cartão de vacina do usuário corresponde ao prazo limite para a conclusão do esquema vacinal, levando em conta a correspondência entre 12 semanas e três meses/90 dias.

Para a CoronaVac o intervalo entre doses também está mantido, conforme recomendação do fabricante, em 28 dias. Nesse caso, o Imuniza Manaus utiliza como padrão médio de referência 24 dias, seguindo a mesma lógica aplicada para as vacinas AstraZeneca/Oxford e a Pfizer/BioNTech.

A prefeitura informa ainda que qualquer mudança nos intervalos entre doses será comunicada aos usuários pelos canais oficiais de informação da gestão municipal.

Texto – Divulgação / Semsa