Amazonas Notícias

Prefeitura envolve mais de 34 mil estudantes no simulado 4 do Educa+Manaus

Alunos do 5º e 9º ano da prefeitura participam do 8º simulado do ‘Educa + Manaus’

Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), aplicou nesta quinta-feira, 25/5, o 4º simulado do Educa+Manaus em 306 unidades de ensino. Nesta edição, a Semed procurou envolver mais de 34 mil alunos, do 5º e 9º ano do ensino fundamental. 

O simulado tem como objetivo verificar as lacunas na aprendizagem e os avanços dos componentes curriculares de língua portuguesa e matemática. A partir desses resultados, são elaboradas as estratégias para o trabalho com os estudantes conforme a necessidade de cada um.

O subsecretário de Gestão Educacional, Júnior Mar, e técnicos da Semed foram em algumas escolas para verificar o andamento das provas. Além disso, eles conversaram com a equipe pedagógica, e viram a realidade de cada unidade, com intuito de alinhar as estratégias às avaliações do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). 

Uma das unidades foi a escola municipal Solange Nascimento, no quilômetro 2 da BR-174. Na oportunidade, Júnior Mar destacou que já é possível constatar resultados positivos sobre as estratégias do Educa+. 

“Eu quero parabenizar a escola Solange Nascimento por ter 100% de frequência de presença neste quarto simulado. Estamos acompanhando os números, e temos visto, inclusive, que temos crescido na frequência dos simulados, no sexto tempo, nas notas de língua portuguesa, quanto em matemática, no engajamento dos professores na sequência didática e todo esse processo avaliativo e educacional dos alunos da rede. E é muito gratificante para nós estarmos participando deste gerenciamento. Lidar com esses números positivos, lidar com as pessoas que fazem parte do processo e ter a convicção que estamos avançando em busca do melhor Ideb da história da Semed”, enfatizou.

As provas foram divididas nas matérias de língua portuguesa e matemática, sendo 25 questões para cada disciplina. De acordo com a professora Maria Isabela Maciel, o sexto tempo e a sequência didática, ambos inseridos no programa Educa+Manaus, são ferramentas pedagógicas determinantes para colocar Manaus entre as melhores capitais brasileiras com resultado da prova Saeb 2023.

“Ao meu ver são ferramentas a mais para ajudar no trabalho do professor do 5º e 9º ano na preparação do Saeb. E venho percebendo que os alunos estão melhorando a cada edição”, disse a educadora.

Para a aluna Maria Luiza Martins, do 9º ano, o sexto tempo tem feito diferença na vida escolar. “Essa aula de reforço tem me ajudado muito, principalmente em matemática, porque era uma matéria que eu tinha muita dificuldade, assim como em língua portuguesa. E nos simulados anteriores confesso que foi meio difícil, mas logo depois meus professores me ajudaram a evoluir bastante. E minha expectativa para o de hoje é que eu consiga um bom resultado e que a gente possa ajudar a escola aumentar a média dela”, destacou a aluna.

Mesma opinião tem o estudante Brayn Gabriel de Souza, do 9º ano. Ele reforça que ter um tempo a mais de aula tem sido importantíssimo no processo de aprendizado.

“O sexto tempo tem me ajudado muito a reforçar meus conhecimentos em língua portuguesa e aprender de fato conteúdos de matemática, como equação, por exemplo. E minha expectativa é muito boa para esta prova, porque venho me preparado bastante para este simulado”, completou.

— — —

Texto – Emerson Santos / Semed

Fotos – Mário Oliveira / Semed

Relacioandos