Amazonas Notícias

Prefeitura inicia obra na avenida Ephigênio Salles e prevê conclusão em 24 horas

Prefeitura inicia reaterro da alça de acesso à avenida Ephigênio Salles e via será liberada hoje

Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), inicia, na manhã desta terça-feira, 4/7, o reparo do trecho que sofreu afundamento na avenida Ephigênio Salles, ao lado do complexo viário Gilberto Mestrinho. A intervenção deve ser concluída em 24 horas. 

As equipes realizarão a escavação, o reaterro e a aplicação de asfalto na pista. O subsecretário de Serviços Básicos da Seminf, Efrain Aragão, acompanha o andamento do serviço.

“Foi identificado um afundamento na pista. Prontamente, a equipe veio ao local. Nossas equipes identificaram que não há sistema de drenagem por aqui, apenas uma tubulação de eletrodutos da concessionária Amazonas Energia, que foi acionada para realizar análise técnica”, explica Efrain.

Conforme o subsecretário, a concessionária teve de confirmar a desativação da energização do cabo, para que os trabalhos fossem iniciados. “É uma medida de segurança. Esperamos a concessionária sinalizar as condições adequadas para a execução do trabalho. De imediato, entramos para fazer os reparos, conforme determinaram o prefeito David Almeida e o secretário de Obras, Renato Junior”, acrescenta.

As equipes realizam a escavação para recuperar a base e, em seguida, aplicar o asfalto. “Estamos ainda identificando e localizando os cabos, para que não haja prejuízo à concessionária nem à população. Essa é a etapa que requer maior atenção e cuidado. Mas até o final do dia, esperamos liberar a via para o tráfego de veículos”, afirma o subsecretário da Seminf.

Trânsito 

O Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) informa que, devido a interdição da alça de acesso para a avenida Ephigênio Salles, na Rotatória do Coroado, os veículos têm a opção de seguir pela pista à esquerda, para acessar livremente a Ephigênio Salles.

No local, foi constatada a existência de tubulações de distribuição de energia elétrica pertencentes à empresa Amazonas Energia, com cabeamentos subterrâneos de alta tensão.

—-

Texto – Alessandra Taveira/Seminf e Naira Nascimento/IMMU

Fotos – Márcio Melo/Seminf

Relacioandos