Amazonas Notícias

Prefeitura lança edital para parceria com o ProJovem Urbano da Semed

Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), lançou, nesta terça-feira, 4/7, o edital de Chamamento Público que visa selecionar Organização Social Civil (OSC) interessada em firmar parcerias, via Termo de Colaboração, para a execução dos projetos do Programa Nacional de Inclusão de Jovens – ProJovem Urbano, edição 2021/2023. Todas as informações estão no Diário Oficial do Município (DOM), nº 5.620, páginas 31 a 51.


O objetivo do edital é oferecer cursos de qualificação profissional inicial, nos termos da Saúde e Alimentação, com participação cidadã dos estudantes matriculados no ProJovem. Além disso, vai oferecer formação inicial e continuada aos professores que fazem parte do programa e ainda disponibilizar um tradutor intérprete de Libras e assistentes de apoio para matrículas e materiais gráficos e de consumo necessários.

“A intenção dessa parceria é que as organizações sem fins lucrativos, ofereçam cursos na área da saúde e alimentação e assim o estudante do ProJovem possa finalizar o curso e ainda conseguir atuar em uma dessas áreas. A Semed oferece uma educação de qualidade e as parcerias uma qualificação profissional”, explicou Christina Cardoso,   que faz parte da Comissão de Chamamento Público da secretaria.

Podem participar do edital OSCs localizadas em Manaus, sem fins lucrativos (associação ou fundação), religiosas, que se dediquem a atividades ou a projetos de interesse público e de cunho social distintas das destinadas a fins religiosos.


O cadastro da proposta deve ser encaminhado no portal da Semed, entre 4 e 10/8. As propostas passarão por uma série de análise e a partir do dia 4/9 as organizações serão convocadas para apresentação dos planos de trabalho e documentação atualizada para celebração da parceria.


Programa

O ProJovem Urbano é uma iniciativa do governo federal, com objetivo de promover a inclusão social dos jovens brasileiros de 18 a 29 anos que, apesar de alfabetizados, não concluíram o ensino fundamental e buscam a reinserção na escola e no mercado de trabalho. Esse programa proporciona ainda oportunidades de desenvolvimento humano e exercício efetivo da cidadania.

O curso tem a duração de 18 meses e, além da conclusão do ensino fundamental, oferece treinamento em informática, formação profissional inicial e atividades de participação cidadã.

— — —

Texto – Érica Marinho / Semed

Foto – Cleomir Santos / Arquivo Semed

Relacioandos