Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Prefeitura lança programação alusiva ao combate à exploração sexual e abuso de crianças e adolescentes

A Prefeitura de Manaus deu início, nesta quarta-feira, 12/5, às ações de sensibilização e orientação em alusão ao 18 de maio, data instituída em referência ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. As ações de enfrentamento à violação de direitos de crianças e adolescentes têm o intuito de sensibilizar e orientar a população, sobre o abuso e a exploração sexual desse público, divulgando os canais de disque denúncia e a rede de proteção infantojuvenil. A campanha institucional é idealizada pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc).

“Nós queremos destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes. Por conta da pandemia, eles (crianças e adolescentes) estão mais vulneráveis a abusos e exploração por causa da quarentena e precisamos dar esse alerta. Esquecer é permitir, lembrar é combater”, afirmou Jane Mara Moraes, secretária da Semasc.

É importante que toda a sociedade fique atenta, seja na vizinhança, amigos, entre os parentes, colegas de escola. Dados apontam que, muitas vezes, os abusos podem ser oriundos dos próprios pais ou conhecidos da criança.

“Mais de 70% dos casos de violação de direitos de crianças e adolescentes, infelizmente, acontecem no âmbito doméstico. A causa da criança requer uma atenção especial considerando que a criança, por si só, não consegue sair para fazer a denúncia. A criança precisa que alguém fale por ela”, declarou a delegada titular da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).

Em caso de violação de direitos, os canais de atendimento são os: Disque Denúncia (0800 092 1407), Disque Direitos Humanos (0800 092 6644), Disque 100 (nacional) ou os números de telefone dos Conselhos Tutelares de cada zona. Os contatos podem ser consultados no site https://semasc.manaus.am.gov.br/conselhos-tutelares/

“Essa campanha serve para renovarmos nosso compromisso de combater todo abuso e exploração contra crianças e adolescentes, em datas comemorativas como essa, em que os números ganham destaque e as pessoas se sentem mais seguras para denunciar”, concluiu o coordenador-geral dos conselheiros tutelares de Manaus, Francisco Amaral.

A programação segue até o dia 18 de maio, e compreende plantio de mudas, ações de sensibilização nos semáforos, “apitaço” e uma live sobre o assunto com a participação de autoridades ligadas às causas da infância e adolescência.

Nesta quinta-feira, 13/5, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) do Centro-Oeste realiza a ação “Plante Amor”, às 9h, na praça do Conjunto Santos Dumont, na mesma zona.

Por que a data 18 de maio?

A data foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados. Ela foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade.

Texto – Leonardo Fierro / Semasc

Foto – Marcely Gomes / Semcom e Mário Oliveira / FMS

-publicidade-