Amazonas Notícias

Prefeitura leva vacina contra a Covid-19 para crianças de comunidade indígena no Tarumã-Açu

Como parte das ações da Prefeitura de Manaus de intensificação da vacinação contra a Covid-19 para o público de 5 a 11 anos, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) realizou na manhã desta quinta-feira, 10/2, busca ativa de crianças indígenas na comunidade Jurupari, localizada no Tarumã-Açu, zona Oeste da cidade. Na ocasião, oito crianças receberam a primeira dose. A equipe de imunização também ofereceu a vacina em primeira, segunda, terceira e quarta doses a 21 pessoas de 12 anos e mais da comunidade indígena, que precisavam da atualização do esquema vacinal, e foram beneficiadas.

A titular da Semsa, Shádia Fraxe, explicou que a medida é para garantir a imunização dessa faixa etária antes do início das aulas presenciais na rede municipal de ensino, programado para a próxima segunda-feira, 14/2. “Nós, da Semsa, estamos trabalhando em parceria com as secretarias de Educação do município (Semed) e Estado (Seduc) para facilitar o acesso à vacina, desse público que vai voltar para as escolas públicas já na próxima segunda-feira. Queremos garantir que nossas crianças já tenham essa proteção iniciada, conforme orientou o prefeito David Almeida”, disse.

A intensificação da vacinação infantil, iniciada na quarta-feira, 9, acontece nas áreas urbana e rural de Manaus. Até sábado, 12, a meta é vacinar contra a Covid-19 pelo menos 20 mil crianças. “Com a vacinação, as crianças da comunidade indígena Jurupari já estão aptas a ir para a escola”, assegurou a chefe da Divisão de Imunização da Semsa, enfermeira Isabel Hernandes.

A líder da comunidade, Sheila Soares, destacou a importância de mais uma ação de vacinação na comunidade. “Aqui nós fazemos um trabalho social, orientando sobre a necessidade de cuidados para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, como a higienização das mãos, o uso de máscaras e o distanciamento social. Mas a vacina é a maior proteção e nós agradecemos essa preocupação da prefeitura com a nossa gente. E a Semsa nunca nos deixou desassistidos”, comentou.

Moradora da comunidade, Alcilene Justino, da etnia Tikuna, levou os filhos para receber a vacina contra a Covid-19. “Eu agora estou muito feliz, meus filhos já estão vacinados e protegidos dessa doença”, comemorou.

O pequeno Abiole Thomas Mariano, de seis anos, demonstrou valentia ao receber a vacina. “Eu não chorei, índio não chora. Tomei a vacina e estou feliz”, afirmou.

A irmã dele, Alcielly Thomas Mariano, de 11 anos, incentivou todas as pessoas a tomarem a vacina. “A Covid está por aí, a gente pode pegar e pode morrer. Mas, a vacina não vai deixar isso acontecer. A vacina é melhor, ajuda todas as pessoas, ajuda a proteger”.

Texto – Sandra Monteiro / Semsa

Foto – Camila Batista / Semsa

Relacioandos