A partir desta quarta-feira, 14/11, a Prefeitura de Manaus deu início à orientação sobre o retorno da faixa exclusiva para transporte coletivo nas avenidas Constantino Nery, Torquato Tapajós e Mário Ypiranga Monteiro (Recife). A faixa exclusiva estava liberada para todos os veículos desde março deste ano por conta de obras executadas na avenida Djalma Batista. A efetiva fiscalização terá início somente a partir do dia 24/11 (sábado).

O período educativo, sem multas, se estende até o dia 23/11 com a presença dos agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) nas plataformas e principais cruzamentos dessas vias. Os agentes irão sinalizar para que os condutores de veículos de passeio deem prioridade à circulação dos ônibus. “Nosso objetivo é priorizar a circulação dos ônibus. Por isso, os agentes vão avisar aos condutores para que não trafeguem na faixa exclusiva. Vamos orientar e somente a partir do dia 24 de novembro volta a vigorar a exclusividade do transporte coletivo.”

Após o final das intervenções e adequações no trânsito da zona Centro-Sul, o corredor voltará a beneficiar os mais de 400 mil usuários que utilizam os ônibus da faixa exclusiva.

Para o superintendente Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Coronel Franclides Ribeiro, a reativação da faixa exclusiva atende às determinações da Lei de Mobilidade Urbana. “A Prefeitura de Manaus cumpre a lei que prioriza o transporte coletivo e os passageiros do sistema. A faixa exclusiva oferece mais velocidade aos ônibus, facilita o trajeto dos coletivos e, por isso, proporciona mais qualidade de vida aos usuários.”

De acordo com sinalização instalada, a faixa exclusiva funcionará de segunda a sexta-feira, das 4h às 22h. Aos sábados, de 4h ao meio-dia. E, nos domingos e feriados, a faixa fica liberada para todos os veículos.

Nos dias e horários de funcionamento, a faixa exclusiva deve ser utilizada por ônibus, táxis, veículo especial/fretamento, veículos de transporte de tropa e equipamento bélicos das forças armadas, veículos guincho em efetivo serviço de remoção, além de veículos de urgência, emergência e operacionais, devidamente identificados.

O condutor que circular na faixa exclusiva fora dos horários e dias permitidos comete infração gravíssima, com multa de R$ 293,47 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Crédito: Altemar Alcântara / Semcom

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here