A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), prendeu em flagrante, na tarde desta terça-feira, dia 2, por volta das 14h, Maicon Freire Colares, 19, e Ítalo Rodrigo da Silva Gomes, 20, envolvidos em furto qualificado. O fato ocorreu em um terreno situado embaixo da Ponte Rio Negro, na zona Oeste de Manaus.

Sob a coordenação do delegado titular da Derfd, Adriano Felix, a ação foi resultado de um trabalho envolvendo os policiais civis da especializada e da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), por meio da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop), comandada pelo secretário Orlando Amaral.

Conforme o delegado Adriano Felix, a prisão ocorreu em virtude de um trabalho investigativo que teve início na manhã de hoje, após a vítima registrar a ocorrência de furto na Ponte Rio Negro.

“Fomos informados nesta manhã por servidores da Seaop sobre um registro de furto que estava sendo feito pela vítima, o engenheiro responsável pela iluminação viária da ponte. Nossa equipe foi ao lugar relatado para averiguar a ocorrência e encontrou a dupla em uma cabana improvisada, descascando fios condutores de energia, para a obtenção de cobre”, explicou Felix.

Durante a abordagem, os policiais civis encontraram com a dupla vários fios furtados da ponte, bem como material para a extração do cobre, que seria comercializado posteriormente. A vítima, o engenheiro elétrico Charles Marcos, 42, proprietário da empresa RR Construções e Transportes, responsável pela iluminação viária e cênica da Ponte Rio Negro desde dezembro de 2015, relatou que esse tipo de crime vem acontecendo frequentemente e em muitas horas do dia.

“Resolvi formalizar a denúncia de furto porque os delitos estavam ocasionando um prejuízo milionário para o Governo do Estado, uma vez que os crimes têm como consequência a ausência total de iluminação da ponte, podendo causar acidentes no local”, argumentou Charles.

O delegado Adriano Felix informou, ainda, que cerca de três furtos foram realizados na semana passada ao longo da ponte, trazendo um prejuízo de mais de R$ 200 mil aos cofres públicos.

“Tendo em vista o aumento desses crimes, praticados na área da Ponte Rio Negro, estaremos verificando a possibilidade de um monitoramento reforçado, de modo que tais furtos não mais ocorram. Além disso, já estamos averiguando os possíveis compradores do material apreendido, para que possam ser encontrados o mais rápido possível e punidos em conformidade com a lei”, disse o titular da Derfd.

Maicon e Ítalo foram indiciados por furto qualificado e, ao término dos procedimentos cabíveis, serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irão permanecer à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here