O presidente do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) Jerson Kelman, renunciou ao cargo na última sexta-feira (1º), mas a informação só foi divulgada nesta segunda-feira. O engenheiro pediu demissão duas semanas após ter sido indicado para o posto.

Em nota, a assessoria de comunicação do instituto não informou as razões para a renúncia do presidente. Kelman havia sido eleito para o posto por unanimidade em 18 de janeiro, em substituição a Walter Alvarenga.

O anúncio ocorre dez dias após o rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, que fica a cerca de 50 quilômetros de Belo Horizonte.

Nascido no Rio de Janeiro em 1948, Kelman foi presidente da Sabesp e do Grupo Light, diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel, e presidente da Agência Nacional de Águas, a ANA.

Segundo a nota divulgada pelo Ibram, em breve o Conselho Diretor do órgão vai indicar um profissional para presidir a organização.

Reportagem, Paulo Henrique Gomes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here