As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Previdência de Manaus bate meta atuarial e assegura pagamento futuros de benefícios

O Município de Manaus fechou 2016 batendo a meta atuarial do seu regime próprio de previdência, atingindo 100,7%. O resultado significou a rentabilização da carteira de investimento em 12,75%, quando a meta ficou em 12,67%.

A carteira de investimentos da autarquia fechou dezembro de 2016 com R$ 878,3 milhões, um aumento de 17% em relação a janeiro do mesmo ano, quando registrou R$ 748,1 milhões na carteira.

De acordo com o diretor-presidente da Manaus Previdência, Marcelo Magaldi, para os segurados que são os aposentados e pensionistas, significa que a previdência municipal está mantendo o equilíbrio financeiro.

“Os resultados são consistentes e nós estamos prontos para entrar 2017 horando os nossos compromissos” afirma Marcelo.

Para dar essa boa notícia aos segurados, a Manaus Previdência estava esperando a divulgação do IPCA de dezembro para fechar carteira de investimentos de 2016, à medida que a meta da instituição é o IPCA + 6%, percentual utilizado pela maioria dos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS). O índice foi divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na quarta-feira, 11 de janeiro.

Levantamento realizado pela Superintendência de Investimentos (Supinv) da previdência municipal aponta que a meta só não registrou um resultado mais expressivo devido a presença de fundos de alto risco ainda presentes na carteira de investimento da previdência, frutos de aplicações realizadas de 2012 para trás.

A carteira de investimento da previdência municipal em dezembro de 2012 tinha, em sua composição, 17 fundos considerados de alto risco, que somavam R$ 278.636.156,35 em aplicações, correspondendo a 59,83% da carteira de investimento.

Ao longo dos últimos quatro anos, a Manaus Previdência conseguiu resgatar uma parte de suas aplicações em três desses fundos, recuperando mais de R$ 50 milhões, que foram aplicados em fundos de baixo risco. Atualmente, ainda existem 14 fundos de alto risco, que totalizam R$ 186,9 milhões, representando 22% da carteira de investimento.

Conforme a Supinv, três pontos foram fundamentais para alcançar esse resultado: as boas escolhas dos produtos (fundos) por parte do Comitê de Investimentos (Cominv) da autarquia; a capacitação dos membros do comitê, que vêm se capacitando constantemente na área; e a rejeição aos produtos mais estruturados, ou seja, aqueles mais complexos devido a rentabilidade estar indexada à evolução de vários índices de mercado.

Atualmente, a Manaus Previdência paga os benefícios de 6.193 segurados, sendo 4.760 aposentadorias e 1.433 pensões.

 

você pode gostar também