PRF-AM encontra bebidas em carro que capotou e deixou 2 jovens mortas

Do G1 AM

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou, nesta segunda-feira (5), que encontrou recipientes com bebida alcoólica no veículo que capotou na BR-174 no fim de semana, deixando duas jovens mortas e quatro pessoas feridas. De acordo com o agente da PRF Júlio Silva, o condutor do carro, de 21 anos, se negou a fazer o teste do bafômetro. Um laudo pericial sobre o acidente deve ser concluído em um prazo de 30 dias.

O acidente ocorreu no sábado (3), quando o grupo voltava de Presidente Figueiredo, cidade da Região Metropolitana de Manaus. O carro em que eles estavam capotou, e caiu em um barranco.

De acordo com o agente Federal que atendeu a ocorrência, os passageiros que sobreviveram ao acidente afirmaram que dormiam quando houve a batida. Júlio Silva disse ainda que os ocupantes estavam fora do veículo, modelo Pajero Dakar, quando a PRF chegou ao local e, em rezão disso, não houve como precisar se eles usavam cinto de segurança.

Conforme Silva, o condutor declarou ter perdido o controle da direção do veículo no momento em que um outro carro, que seguia à frente, teria freado bruscamente. “Ele [motorista] falou que teve que desviar, perdendo o controle”, disse.

O jovem se negou a fazer o teste do bafômetro, segundo a PRF. Dentro do carro, a Polícia Rodoviária diz ter localizado diversas latas de cerveja, além de espumantes. “Encontramos bastante bebida alcoólica. Tinha latas de cerveja, vodka, espumante e vinhos. Algumas quebraram no acidente. Outras estavam lacradas. Não dá para dizer se eles estavam consumindo no carro”, afirmou o agente Federal.

Segundo Silva, havia uma marca de frenagem de cerca de 60 metros na pista onde o acidente ocorreu, o que pode indicar se o carro estava em alta velocidade. No entanto, a velocidade exata do veículo será apontada somente pela perícia do Instituto de Criminalística do Amazonas (IC-AM).

A Polícia Rodoviária Federal informou ainda que fará Boletim de Acidente de Trânsito (BAT), com laudo apontando a cena encontrada pelos agentes no momento do acidente. Em cinco dias, as informações devem estar disponíveis no site da PRF.

Entenda o caso

De acordo com o Corpo de Bombeiros, duas mulheres morreram no local e quatro pessoas foram encaminhadas ao hospital. O namorado de uma das vítimas recusou receber socorro para acompanhar o corpo da universitária Brenda Braga Batista de Sousa.

O Corpo de Bombeiros informou ainda que o acidente aconteceu quando o veículo modelo Pajero Dakar, com sete pessoas de idade entre 21 e 25 anos, saiu da pista e colidiu com um barranco, girando e caindo em uma cratera. A Polícia Rodoviária Federal e o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) também foram acionados.
Entre as pessoas feridas, estava a filha do deputado estadual eleito e ex-presidente da Câmara Municipal de Manaus Bosco Saraiva, Bruna Lorena Passos Saraiva. Em rede social, ele publicou nota lamentando o acidente. “Quero informar aos meus amigos que minha filha Bruna passa bem. Ela com outros colegas foram vítimas de um acidente de trânsito na BR-174 na tarde deste sábado. Estou profundamente abalado com o que aconteceu com a Raissa e com a Brenda. São como se fossem a minha própria filha que tivesse partido. Estavam sempre na minha casa. Estudavam juntas. É um momento de muita dor”, escreveu.
Um laudo pericial sobre o acidente deve ser concluído em um prazo de 30 dias pelo Instituto de Criminalística do Amazonas (IC-AM). Na noite de sábado (3), uma equipe de peritos esteve no quilômetro 55 da rodovia federal, que liga Manaus a Boa Vista (RR), onde o acidente ocorreu.

Enterro

Os corpos de Brenda Braga Batista de Sousa e Raysa Rossi Brito Claudino foram sepultados nO domingo (4), em Manaus. Brenda de Sousa foi enterrada no Cemitério Parque Tarumã, na Zona Oeste da capital, por volta das 16h30. O sepultamento de Raysa Claudino ocorreu no Cemitério Santa Helena, na Zona Oeste, no mesmo horário.