Comitê Organizador da competição já está em Manaus para a segunda etapa regional

Encerrada a primeira etapa regional dos Jogos Escolares da Juventude no domingo, dia 16, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) já está em Manaus para a segunda etapa regional, que começa na próxima quarta-feira, 19. A data marca a chegada das nove delegações que participarão da competição e as reuniões técnicas dos quatro esportes coletivos da competição (basquete, fustsal, handebol e vôlei). A partir de quinta-feira, 12 ginásios da capital amazonense receberão as melhores equipes nas categorias 12 a 14 anos e 15 a 17 anos dos sete estados do Norte e dois do Centro-oeste – Brasília e Mato Grosso.

Manaus receberá 16 torneios classificatórios para a etapa nacional dos Jogos Escolares, em novembro, em Natal (RN). Os campeões e vice-campeões das quatro modalidades em cada categoria, tanto no masculino quanto no feminino, garantem participação no maior evento estudantil do país, que reunirá cerca de 6 mil atletas de todo o Brasil na disputa por medalhas em 14 esportes.

A avaliação da primeira etapa foi positiva. Gerente executivo de Desenvolvimento Esportivo do COB, Kenji Saito, que esteve presente no evento, fez algumas reflexões sobre os Jogos. Líder da área que engloba o maior evento escolar do país, Saito trata os Jogos Escolares da Juventude como uma das principais portas de entrada para o esporte competitivo em nível nacional para jovens atletas. “Pelo nível de comprometimento e planejamento da equipe de trabalho e a motivação que as delegações apresentaram, percebo que a evolução na organização dos Jogos é uma realidade e a consequência de um bom trabalho. Vejo os Jogos Escolares como uma ferramenta fundamental para o futuro do esporte brasileiro. O potencial de crescimento do evento ainda é grande”, afirmou Saito, que participou dos Jogos Escolares da Juventude como técnico e como árbitro, entre 2005 e 2007.

Identificar os atletas que surgem na competição e desenvolver ações além dos Jogos Escolares também estão no radar. “Precisamos capacitar esses jovens e potencializar os seus talentos. Para a etapa nacional, em novembro, convidamos os técnicos das seleções de base de todos os 14 esportes participantes dos Jogos para observar a competição in loco. Diversos atletas que representaram o Brasil em Jogos Pan-americanos e Jogos Olímpicos passaram pelos Jogos Escolares e dessa vez não será diferente. Dos 81 atletas que estão embarcando para Buenos Aires no próximo mês para os Jogos Olímpicos da Juventude, 33 participaram dos Jogos Escolares”, disse o gerente executivo do COB.

Kenji Saito é formado em Educação Física e pós-graduado em Gestão e Marketing Esportivo. Entre 2012 e 2016 trabalhou como gerente de esporte nas competições do Judô, nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. No fim do mesmo ano foi morar no Japão, onde cursou mestrado em Ciências do Esporte e Estudos Olímpicos e integrou o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020, como gerente de planejamento esportivo. O profissional retornou ao Brasil no início do ano. “O COB entende a importância do esporte de base para o desenvolvimento do esporte olímpico do Brasil e, por isso, hoje possui uma área específica para este assunto em sua estrutura. Já foram realizadas diversas ações de apoio ao desenvolvimento de jovens atletas em diversas modalidades. O objetivo do COB é avançar ainda mais e estabelecer um modelo sustentável para a detecção de talentos e desenvolvimento do esporte brasileiro”, reforçou Kenji.

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), correalizados pelo Ministério do Esporte e Grupo Globo, com patrocínio da Coca-Cola e parceria do Governo do Estado do Rio Grande do Norte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here