O 20º Distrito Integrado de Polícia (DIP) cumpriu mandado de prisão preventiva por tráfico de drogas em nome de Elielson Carvalho da Silva, 29. O infrator já estava sendo investigado por ser o principal fornecedor de drogas para o estado do Pará. A informação é delegado Felipe Vasconcelos.

De acordo com a autoridade policial, o Elielson foi preso durante a operação “Hades II” deflagrada na manhã de sexta-feira (30/11) pela Polícia Civil do Pará, em 10 cidades da região oeste do estado vizinho, e em Manaus. “A investigação no Pará durou cerca de 18 meses, e ontem, demos o cumprimento do mandado de prisão preventiva pelo crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico deferidos pelo juízo de Oriximiná”, explicou Vasconcelos.

Conforme o delegado Felipe Vasconcelos, após identificaram que um dos infratores estaria em Manaus, a juíza da Comarca de Oriximiná deferiu o mandado em nome de Elielson, para que fosse cumprido a ordem judicial.
“O monitoramento eletrônico dele estava funcionando, e localizamos Elielson com o apoio da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). Na residência do infrator encontramos uma pequena porção de entorpecente, o que gerou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), mas, o que chamou mesmo atenção foram os documentos encontrados, anotações, que explicavam esse controle que ele tinha sob os traficantes das bocas de fumo”.

Transporte da droga – “Ele recebia a droga vinda de Tabatinga, fazia essa remessa por transporte fluvial e contratava as famosas ‘mulas’ para levar até Oriximiná. Conforme os delegados que lideraram a ação lá no estado do Pará, uma remessa chegava a movimentar em torna de 40 mil reais por mês”.

Elielson foi indiciado por tráfico de drogas. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), em Manaus, onde irá ficar à disposição da Justiça. “Ele já era um preso condenado aqui, inclusive vai ser comunicado que mesmo estando no regime semi-aberto, ele continuava as suas atividades criminosas, vamos solicitar que haja regressão de regime”, finalizou.

FOTO: João Brito / Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here