As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Processo Seletivo Contínuo – Mais de 65 mil estudantes farão as provas

Mais de 14 mil candidatos disputam as 2.735 vagas ofertadas Processo Seletivo Contínuo (PSC). Estudantes devem comparecer ao local de prova com documento de identidade e caneta esferográfica. Também é necessário observar o horário de aplicação de acordo com o horário de Manaus. Para saber o local de prova, confira o Cartão de Confirmação de Inscrição .

As portas dos centros de aplicação das provas serão fechadas às 08h.

No total, 66.896 estudantes participarão de uma das etapas do exame. Para a terceira fase do PSC, 14.754 alunos finalistas do Ensino Médio fizeram inscrição. Em Manaus, 38.894 candidatos farão prova. Outros 28.002 inscritos são do interior do Amazonas.

A aplicação das provas ocorrerá em todos os 62 municípios do Estado, com início às 8h da manhã. Para os candidatos das 1ª e 2ª etapas, a prova encerrará às 12h. Já para os finalistas do Ensino Médio, o término será às 13h.

Os candidatos dos 1º e 2º anos do Ensino Médio responderão a 54 questões da prova objetiva, sendo dez de Língua Portuguesa, oito de Matemática e seis de Física, Química, Biologia, História, Geografia e Literatura.

Além das seis questões das disciplinas avaliadas nas etapas anteriores, os alunos do 3º ano responderão a perguntas sobre Língua Estrangeira e comporão a redação. Recomenda-se aos candidatos que cheguem ao local de provas com uma hora de antecedência do início previsto, portando caneta esferográfica preta ou azul, fabricada em material transparente e o documento de identificação original.

Logística

A UFAM realiza a aplicação da prova do PSC em todos os municípios do Amazonas desde 2012. Parece uma tarefa simples, mas fazer as provas chegarem às mãos de cada candidato nos 62 municípios do Amazonas envolve um esforço considerável da Universidade.

De acordo com a presidente da Compec, professora Ana Galotta, o sucesso da realização das provas não só no dia de aplicação, mas em todo o processo, é resultado de um grande trabalho em equipe para garantir que tudo ocorra dentro do esperado e com o devido sigilo. “Dividimos as tarefas e fazemos reuniões para acompanharmos o processo e corrigirmos falhas. Toda a equipe é bastante comprometida e responsável, isso faz toda a diferença”, ressaltou.

São mais de oito mil pessoas, entre funcionários da UFAM e colaboradores externos, participando do PSC. Diversos setores da Instituição também cooperam em diferentes etapas da realização do exame. O Centro de Processamento de Dados organiza as informações dos candidatos; a parte jurídica recebe a orientação da Procuradoria Federal (PF/FUA); a Prefeitura do Campus Universitário auxilia com o transporte, o Gabinete da reitora, com recursos; a Pró-reitoria de Administração e Finanças assessora com diárias e passagens para quem precisa ir para os locais de provas. A Universidade conta também com os parceiros institucionais, como as Secretarias Municipais e Estaduais de Educação (Seduc e Semed); que cedem as escolas para a aplicação das provas; a Polícia Federal e Militar, que ajudam na segurança e a Eletrobras Amazonas Energia, a qual responde pelo abastecimento de energia.

Em 2015 foram investidos cerca de R$2,5 milhões na execução do PSC. Em torno de R$1,5 milhão foi arrecadado com o pagamento da taxa de inscrição dos 38.894 candidatos da capital. O restante do valor é financiado pela UFAM. Para os estudantes dos demais municípios, oriundos de escolas públicas, a inscrição é gratuita.

A preparação do PSC leva praticamente o ano todo. Desde a elaboração do conteúdo das disciplinas até a entrega das provas nas escolas aplicadoras ocorre uma mega operação liderada pela Comissão Permanente de Concursos (Compec – antiga Comvest). O processo é organizado por equipes do setor com tarefas que devem ser cumpridas em prazos preestabelecidos. Fazer os exemplares chegarem às 208 escolas é o principal desafio da Compec.

O mês de realização da prova é decisivo no processo, pois é o período em que as provas são finalizadas e encaminhadas para os locais de aplicação. Segundo a presidente, a equipe da Compec já vivenciou situações bem inusitadas ao tentar chegar aos municípios devido às dificuldades de locomoção no Estado. “Com a geografia do Amazonas, que é bem diferente do restante do país, você enfrenta uma série de problemas de logística. Há locais como Atalaia do Norte, em que é preciso utilizar transporte aéreo, fluvial e terrestre para a prova ser realizada. Já aconteceu do malote cair na água e perdermos tudo”, lembrou a presidente, que tem sempre um plano B para esses casos.

Provas para Pessoa com Deficiência

Além do trabalho normal para elaborar a prova do PSC, há ainda a preocupação em atender os candidatos com deficiências. Nesta edição, 42 estudantes solicitaram alguma forma de auxílio para responder a prova.

Os estudantes contarão com o apoio de 69 profissionais entre ledores, intérpretes de Libras, transcritores e fiscais no dia 29 de novembro. Além desses, é possível ainda ter a prova ampliada para facilitar a leitura e escrita. Manaus e Parintins são os municípios com maior demanda, com 21 e 10 candidatos com deficiência. Na capital, as provas serão aplicadas para as três etapas no auditório Paulo Burnheim, no setor Sul do Campus Universitário.

Gabaritos

O Gabarito preliminar das provas será divulgado no dia 29 de novembro de 2015 na página da Comissão Permanente de Concursos da UFAM (COMPEC – antiga COMVEST).

A divulgação do Gabarito Definitivo será realizada no dia 09 de dezembro de 2015 e o resultado final da 3ª. Etapa será publicado a partir do dia 03 de janeiro de 2016.