Foto - Agência Brasil

A Procuradoria da República do Amazonas abriu inquérito para apurar denúncias de preços abusivos cobrados por distribuidoras de gás no estado. A portaria foi publicada nesta terça-feira (20) no diário do Ministério Público Federal. Consumidores e os próprios revendedores fizeram uma representação coletiva questionando os valores praticados por duas empresas distribuidoras que atuam no Amazonas.

Depois do aumento de 8,5% no preços do gás liquefeito de petróleo de uso residencial, o preço do botijão de 13 quilos sofreu um aumento no Brasil inteiro de 2,50%. Já no Amazonas o valor está variando entre R$ 78, na capital, e R$ 85 no no interior. A informação é da Federação das Empresas Revendedoras de Gás Liquefeito do Amazonas (FEGÁS).

É quarto aumento anunciado pela Petrobrás em 2018. O valor praticado no Amazonas é considerado abusivo e será investigado pelo Procurador da República Alexandre Jabur. O prazo de investigação é de um ano, mas pode ser prorrogado por igual período. Com informações do G1 da Globo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here