Professores de Presidente Figueiredo entram em greve

Professores e pedagogos da rede municipal de ensino de Presidente Figueiredo cruzaram os braços hoje, dia 20. A afirmação é da delegada sindical do Sinteam (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas) no município, Cleumar Freitas dos Santos. Ela explica que a categoria tenta desde o início do ano o cumprimento da data-base, que venceu no dia 1º de maio. A prefeitura, segundo ela, alega que não é possível pagar 6,8% de reajuste salarial.

Além da negativa de reajuste, o Município está com salários retroativos atrasados de 2017 e também não faz as promoções verticais e horizontais dos trabalhadores.

“Depois de muita insistência, essa semana o prefeito (Romeiro Mendonça) nos atendeu e disse que a prefeitura não tem dinheiro, que vai ferir a lei de responsabilidade fiscal se der o reajuste. Pediu um tempo pra fazer um estudo”, disse Cleumar.

Ao todo, são 650 professores e pedagogos na cidade. A categoria pretende manter a greve até a prefeitura ceder.