Crédito: Euzivaldo Queiroz/SINTEAM

Na tarde desta sexta-feira (24), professores do Amazonas realizam uma nova assembleia geral para decidir pela continuação ou fim da greve na Educação, que já dura mais de um mês. O encontro será realizado às 15h na Escola Estadual Ruth Prestes (Aldeia do Conhecimento), na zona Norte de Manaus.

O movimento é coordenado pela Asprom Sindical. Os professores exigem aumento de 15%, mas o governo diz que não pode conceder o percentual devido à Lei de Responsabilidade Fiscal.

Os deputados estaduais aprovaram a matéria do Governo do Estado, que propõe 4,7% de reajuste aos professores, por unanimidade, após votação na Assembleia Legislativa do Amazonas, nesta quinta-feira (23). Professores ligados ao Sinteam realizam outra assembleia para decidir se continuam pressionando o governo, que por meio de nota, informou que o governador Wilson Lima também já assinou o Decreto n⁰ 40.693 que garante progressões conforme o Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações (PCCR) da categoria.

O PL aprovado inclui duas emendas que foram discutidas entre o Governo e Aleam. Uma garante progressões de carreira no prazo de 60 dias e a outra muda a origem da despesa com auxilio localidade.