As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Profissionais de saúde da zona rural participam de roda de conversa sobre prevenção ao suicídio

Como parte do Setembro Amarelo, campanha de conscientização sobre prevenção ao suicídio, a Prefeitura de Manaus promoveu na manhã desta quarta-feira, 11/9, uma roda de conversa abordando o tema “Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio”. A programação aconteceu no auditório do Complexo de Saúde Oeste, no bairro da Paz, tendo como público-alvo profissionais que atuam em Unidades de Saúde da zona rural de Manaus.

De acordo com a gerente da Rede de Atenção Psicossocial, da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), psicóloga Efthimia Haidos, a roda de conversa foi organizada como parte da programação do Setembro Amarelo, e que contempla profissionais dos cinco Distritos de Saúde (Disas) Norte, Sul, Leste, Oeste e Rural, com o objetivo de abordar o suicídio e as formas de prevenção, maneiras de ajudar e como encaminhar o paciente na rede de saúde.

“Entendemos que os participantes podem ser multiplicadores das informações nas unidades de saúde. A intenção é debater com os profissionais para desmistificar algumas questões sobre o suicídio e reforçar a importância de uma escuta qualificada, sem julgamentos ou críticas, para a prevenção”, explica Efthimia.

Ela também chama a atenção para o fato de que a maioria dos casos de suicídio está associada a algum tipo de sofrimento psíquico intenso ou transtorno mental, o que inclui depressão, bipolaridade e esquizofrenia.

“Muitas vezes a pessoa não consegue perceber outra solução além de tirar a própria vida e por isso é tão importante a escuta qualificada. Além disso, a prevenção também está relacionada a uma boa qualidade de vida, com a prática de atividade física, uma boa noite de sono, alimentação saudável e ter uma rede de apoio com uma boa interação com amigos e família. Mesmo na correria do dia a dia é importante ter mais atenção com a própria saúde”, orienta.

Roda de conversa

A programação com profissionais do Disa Rural foi conduzida pela psicóloga Naradja Varela, que há três anos atua na prevenção ao suicídio.

Segundo ela, no Brasil, a cada dia 32 pessoas cometem suicídio e no mundo são 800 mil pessoas ao ano. “O Brasil é o oitavo país no número de suicídios. Então, fomentar a discussão sobre o tema é muito importante, assim como preparar melhor o profissional de saúde para acolher o paciente de forma satisfatória. É preciso falar sobre o tema para quebrar estigmas, orientando sobre o cuidado com a própria saúde mental, para que a pessoa tenha chance de recomeçar e buscar tratamento”, afirma Naradja.

A roda de conversa reuniu profissionais que atuam nas quatro unidades de saúde terrestre do Disa Rural e em duas da área ribeirinha, incluindo médicos, enfermeiros, diretores e cirurgiões-dentistas. O mesmo trabalho de orientação será feito junto aos profissionais de outros 11 serviços de atendimento fluviais ao longo dos rios Amazonas e Negro.

“Para a rede de saúde, é importante difundir o tema da prevenção ao suicídio entre todas as categorias profissionais. É um assunto que muitos não sabem abordar e muitas vezes a pessoa está em sofrimento e não consegue identificar as razões. Então, reunimos representantes das unidades para que possam ser multiplicadores de informações nas comunidades em que trabalham e que também tenham maior sensibilidade para identificar pacientes em sofrimento psíquico, intervindo de forma a prevenir o suicídio”, explica a diretora do Disa Rural, Luciana Fabrício.

Texto – Eurivânia Galúcio / Semsa

Foto – Divulgação / Semsa

você pode gostar também