Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Programa “RespirAR” oferece tratamento gratuito para pacientes ex-Covid-19

Com sessões de fisioterapia pulmonar para tratar possíveis sequelas

Com o objetivo de tratar as sequelas deixadas pela Covid-19 em pacientes já recuperados da doença, o Governo do Amazonas, por meio da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar), junto ao Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), lança o programa “RespirAR”, que oferecerá sessões de fisioterapia pulmonar gratuitamente a população.

As sessões serão realizadas no Centro de Treinamento de Alto Rendimento do Amazonas (Ctara), localizado na Vila Olímpica de Manaus, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste, com atendimentos realizados nos períodos matutino, das 8h às 11h, e no vespertino, das 14h às 17h. Em média serão oferecidas dez sessões para cada paciente.

Inicialmente, a expectativa é atender 23 pacientes que ainda se encontram com problemas respiratórios em decorrência da contaminação do Coronavírus. Os primeiros atendimentos, por meio do programa, tiveram início na última quinta-feira (25/02). Durante a sessão é feita uma avaliação preliminar no paciente, em seguida são realizados exercícios específicos, com a saturação de oxigênio no sangue sempre monitorada durante as atividades.

De acordo com o diretor-técnico da Faar, Edson Marques, o programa nasceu após ser detectada a necessidade dessa complementação no tratamento dos pacientes, especialmente os que haviam retornado de outros estados, após as transferências feitas pelo Plano Estadual de Contingência para o enfrentamento da Covid-19. Ele enfatiza ainda que uma equipe qualificada de fisioterapeutas está à disposição da população para tratar caso a caso, com suas respectivas particularidades.

“É uma doença nova, um grau de dificuldade muito grande de identificação, de anomalias de paciente para paciente. E aqui tem o nosso quadro técnico, eles identificam o número de sessões que são necessárias, o intervalo entre essas sessões e a pessoa vem e executa essas tarefas que são aparentemente simples, mas que atendem exatamente o grau de dificuldade desses pacientes”, explica.

Beneficiada – A paciente Greicy Kelly Barros teve alta clínica da Covid-19 no dia 30 de janeiro, após 34 dias internada, com 75% do pulmão comprometido. Desde lá, segue com dificuldades para respirar e diminuir as tosses que a acompanham desde o período de contágio. Realizando sua segunda sessão, ela revela ter descoberto o programa por meio de uma assistente social do FPS, após o falecimento do pai, vítima de Covid-19.

“Ela foi pra me ajudar com o translado do meu pai, de Palmas (TO) pra Manaus, foi quando ela me incluiu no programa, eu não sabia que tinha. Foi uma benção, porque eu não tenho recursos para pagar fisioterapeutas e foi uma benção do Governo ter proporcionado isso pra gente. É a segunda sessão e está sendo muito bom, eu acho que eu estou evoluindo bastante”, avalia.

Seleção – A seleção dos pacientes para o programa RespirAR é realizada pelo FPS. Para participar, é necessário identificar-se ao órgão com um laudo médico que comprove a necessidade da reabilitação pulmonar. Informações sobre a inscrição no programa podem ser obtidas pelo telefone (92) 3303-8431.

FOTO: Lucas Silva/Secom

-publicidade-