Take a fresh look at your lifestyle.

Programação cultural movimenta lançamento de programa de enfrentamento à violência e à criminalidade

-publicidade-

Primeira edição do “Amazonas em Movimento”, do Governo do Amazonas, continua neste domingo (25), na avenida Itaúba

Milhares de pessoas participaram do primeiro dia de atividades do “Amazonas em Movimento”, programa de enfrentamento à violência e à criminalidade, lançado pelo governador Amazonino Mendes no sábado (24/02), na zona leste de Manaus. A programação segue neste domingo (25/02), no final da avenida Itaúba, no bairro Jorge Teixeira, e abrange ações nas áreas de cultura, educação, lazer, esporte, turismo e segurança pública.

No primeiro dia de ações na avenida Itaúba, o público conferiu um total de 30 atrações artísticas, dentre espetáculos de música e dança e exibição de filmes, e dezenas de competições esportivas, num espaço dotado de palco e 15 estandes. A programação teve ainda “city tours” com estudantes da rede pública por pontos turísticos de Manaus e distribuição de bolas para crianças, além de serviços como aferição de pressão arterial e avaliação postural.

“Desde o primeiro dia de Governo, o governador Amazonino Mendes determinou que os secretários trabalhassem para ocupar os espaços ociosos, gerando mais oportunidades de acesso às políticas públicas para a população. Esse é mais um projeto que nasce do amor à causa pública, com o intuito de oferecer à nossa população a oportunidade de participar dos programas oferecidos pelo Estado e adentrar os projetos da SEC”, afirmou o secretário de Cultura, Denilson Novo.

Além da Secretaria de Cultura (SEC), a iniciativa reúne as Secretarias de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Assistência Social (Seas), de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), a Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) e o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS).

Palco – Uma das atrações que passaram pelo palco do “Amazonas em Movimento” foi a Orquestra Puxirum, que embalou o público com o concerto “Sonidos Amazônicos”, reunindo músicas autorais e de outros artistas do cancioneiro regional.

“Trazemos um pouco do marabaixo do Amapá, do carimbó do Pará e das toadas do Amazonas, até chegar à cúmbia colombiana. É uma viagem pela música amazônica”, resumiu Elizeu Costa, maestro, diretor, saxofonista e arranjador da orquestra.

O repertório do concerto reuniu sucessos de artistas como o saudoso Teixeira de Manaus, que animaram os idosos participantes do programa Vidativa, da Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel). Entre eles Íris Mariano, de 71 anos, que dançou a valer ao som do sax do ícone amazonense.

“Foi muito bom! Deu saudade dos tempos bons, quando a gente ia às festas e dançava a noite toda!”, declarou ela, integrante do grupo de idosos Amigos da Cachoeirinha, no qual participa de atividades como dança e ginástica. “Já fui até rainha de Carnaval!”, revelou.

Outra atuação que mexeu com o público do evento foi o Maracatu Baque Mulher Manaus. O grupo, formado há dois anos e hoje com 25 integrantes mulheres, fez as pessoas dançarem ao som de percussão e canto. Para o grupo, a iniciativa foi mais uma oportunidade de ser aproximar da população.

“Para nós é importante estarmos envolvidas com a comunidade, pois além de grupo musical, somos um grupo de ações sociais. Nosso trabalho visa o empoderamento feminino, não só por meio da música, como também de ações enfocando temas como a violência obstétrica ou a saúde emocional das mulheres”, declarou a batuqueira Valesca de Souza Chaves, citando como uma das ações do grupo o Bloco das Manas. “Foi um bloco de Carnaval voltado para ações sociais, que levamos ao Prosamim do Cajual”.

Corpos Artísticos – Dois Corpos Artísticos do Amazonas participaram da programação do primeiro dia do “Amazonas em Movimento”: Balé Folclórico do Amazonas e Amazonas Filarmônica. O primeiro a subir ao palco foi o Balé, com o espetáculo “Herança Africana”, baseado nas tradições culturais de origem negra existentes no Amazonas.

“É uma coreografia muito alegre, bem a ver com o público daqui. Além da dança, tem muito movimento, começando com a procissão de São Benedito de Borba”, declarou Conceição Souza, diretora do Balé, que se disse feliz em participar das atividades do programa na zona Leste. “Espero que essa iniciativa continue, pois para nós é muito importante divulgar nosso trabalho como artistas, e ainda participar como cidadãos”.

A programação ser encerrou com concerto da Amazonas Filarmônica. Sob a regência de Luiz Fernando Malheiro, a apresentação contou com canções célebres, incluindo trechos de óperas como “Il Guarany” e “Carmen”, além da “Aleluia”, de Handel. Além dos aplausos efusivos, a plateia ainda teve a chance de participar do concerto do palco, quando crianças e adultos foram convidados para experimentar a regência ao lado de Malheiro.

Foi o caso do menino Murilo da Silva Nazário, de apenas 4 anos de idade. Carregado nos braços por Malheiro, ele “regeu” a Filarmônica no prelúdio da ópera “Carmen”, de Bizet. E foi muito aplaudido. “Foi muito legal!”, afirmou ele, orgulhoso, após a experiência.

Oficinas de artes – Além das apresentações artísticas e culturais, a SEC ofereceu ao público do “Amazonas em Movimento” a oportunidade de se inscrever em oficinas de arte e cultura, que serão oferecidos nos Centros de Educação de Tempo Integral (Cetis) de diferentes zonas de Manaus. Os cursos incluem Dança de Salão, Hip Hop, Percussão e Canto Coral, com início previsto a partir do dia 5 de março.

A autônoma Alcilene Lopes Marques, de 44 anos, aproveitou para se matricular na oficina de Canto Coral. “Trabalho muito com o público, forçando bastante a garganta, e por isso ter técnicas de voz é importante para mim. Também com esse curso vou preparar minha garganta para louvar ao Senhor na igreja”, afirmou ela, que inicia às aulas no próximo dia 6, no CETI Elisa Bessa, no Jorge Teixeira.

Já o jovem Victor Martinez, 17, optou pela oficina de Percussão para ampliar seu conhecimento musical. “Já toco instrumento de sopro, e agora quero experimentar também outro naipe”, contou ele, que terá aulas a partir do dia 9 no Elisa Bessa. O local, segundo ele, foi um atrativo a mais. “Eu ia me inscrever num curso num local mais distante, mas aqui será muito mais fácil o acesso para mim!”.

No primeiro dia do “Amazonas em Movimento”, 63 pessoas fizeram inscrição nos cursos. Ao todo, 2.240 vagas serão oferecidas para as quatro oficinas, oferecidas pela SEC, por meio do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro.

“Esses cursos serão oferecidos em Cetis em todas as zonas da cidade, como piloto para expandir depois para o interior do Estado”, explicou o secretário Denilson Novo. “Para que todos possam caminhar no sentido do progresso e que assim tenhamos um Amazonas melhor para todos”.

-publicidade-