As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Projeto Farmácia Viva entrega fitoterápicos para idosos em UBS no Coroado

A Prefeitura de Manaus realizou na manhã de quinta-feira, 12/9, na Unidade Básica de Saúde (UBS) Ivone Lima, no bairro Coroado, zona Leste, uma atividade de educação e saúde para membros do grupo de idosos ‘Vida Ativa’. Na ação, coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), foram repassadas orientações sobre o uso e entregues envelopes contendo porções da erva Justicia pectoralis, eficaz no tratamento de tosses e secreções no peito.

Segundo a profissional de Educação Física, Silvia Borges, uma das coordenadoras do grupo de idosos, o trabalho de orientação e conscientização é importante para que os idosos possam saber como é importante ter orientações técnicas sobre o uso dessa e de outras ervas medicinais.

“Em decorrência da gripe, muitos desses idosos apresentaram sinais de expectoração, e a parceira com o Departamento de Vigilância Sanitária (Visa Manaus), por meio do projeto Farmácia Viva, resultou positivamente orientando e oferecendo aos usuários o uso da erva”, aponta Silvia.

A Semsa desenvolve o projeto Farmácia Viva que tem como objetivo a utilização de plantas medicinais, já aprovadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O projeto consiste desde a plantação e cultivo até a finalização farmacêutica e entrega.

De acordo com o farmacêutico Fábio Markendorf, fiscal da Visa Manaus, a UBS Ivone Lima é a primeira a desenvolver o projeto e a perspectiva, baseada no resultado e aceitação da população, é expandir o projeto para toda a rede municipal de saúde. “Neste momento é importante a opinião dos usuários e também observar os efeitos que as ervas terão no organismo das pessoas”, ressalta o farmacêutico.

A difusão e uso de medicamentos fitoterápicos é uma das alternativas de tratamento para doenças diagnosticadas na Atenção Primária, oferecendo à população produtos livres de aditivos industrializados e sem risco de efeitos colaterais.

A dona de casa Lúcia Maria Pinto, 63, faz parte do grupo de idosos ‘Vida Ativa’ desde a fundação e conta que opta por remédios naturais por acreditar ter um efeito positivo sobre o organismo. “Esse remédio vai me ajudar muito porque desde que tive gripe senti que não fiquei boa de secreções no peito. Acredito que fazer uso dessa medicação é melhorar a qualidade de vida”, afirmou.

Texto – Jean Holanda / Semsa

Foto – Divulgação / Semsa

você pode gostar também