29.3 C
Manaus
quarta-feira, fevereiro 21, 2024

Projeto Ronda Maria da Penha da PMAM transforma vidas por meio do combate à violência doméstica

Comprometida em combater à violência doméstica e oferecer apoio às mulheres em situação de vulnerabilidade, a Polícia Militar do Amazonas (PMAM) se destaca com o Programa Ronda Maria da Penha, que não se limita em oferecer apenas a proteção policial às mulheres. O programa tornou-se referência devido o atendimento diferenciado e acolhimento à vítima que vive situação difícil na vida dela.

A iniciativa pioneira se expande para além da capital, alcançando municípios do Amazonas. Segundo a comandante do Ronda Maria da Penha, major Tatiana Sousa, desde o início do programa, em 2014, mais de 5 mil mulheres receberam suporte do programa. A Ronda Maria da Penha atua principalmente na fiscalização das medidas protetivas de urgência.

“Nós acompanhamos essa mulher diariamente. Ela tem o contato da Cicom da área e também da Ronda Maria da Penha. Nossa equipe tem duas salas de acolhimento, uma na delegacia especializada na zona norte e a outra na delegacia no Parque 10. Nos empenhamos para que a mulher não se torne novamente uma vítima”, enfatizou a major.

Ronda Maria da Penha em números

No último ano, em 2023, 1.183 mulheres foram beneficiadas com o projeto, e atualmente, 514 estão em atendimento. As estatísticas refletem não apenas a dimensão do problema, mas também o impacto positivo que o programa tem na vida das beneficiárias.

A PMAM adota estratégias para prevenir a reincidência dos casos, como a expansão do programa para os municípios, investimentos na capacitação dos policiais militares e parcerias com outros órgãos.

Nas iniciativas incluem palestras de conscientização em igrejas, empresas e projetos sociais disseminando informações sobre a Lei Maria da Penha e promovendo uma mudança cultural.

Uma das assistidas, Elizabeth Silva de Oliveira, relata a importância do programa em sua vida. “O Projeto Ronda Maria da Penha me deu muito apoio. Eu não vou parar até ver o resultado final.”

Em cada sala de acolhimento e viatura policial sempre há presença de policiais femininas. O projeto possui um programa específico de capacitação para os policiais militares envolvidos, preparando-os para enfrentar obstáculos e realizar um atendimento humanizado e sensível às vítimas durante atendimento de ocorrência. Os policiais militares que concluem o curso, além de desempenhar as funções deles de forma diferenciada, tornam-se multiplicadores dos conhecimentos adquiridos

Expansão para o interior

O comprometimento da PMAM com a segurança das mulheres se estende além da capital, abrangendo municípios como Parintins, Manacapuru e Tefé, com perspectivas de alcançar mais localidades em 2024. Essas medidas visam garantir um atendimento de qualidade às mulheres em situação de vulnerabilidade em todo o estado do Amazonas.

A expansão para outras localidades evidencia o compromisso contínuo de proteger e empoderar mulheres amazonenses, abrangendo comunidades que frequentemente enfrentam desafios específicos relacionados à violência doméstica.

Como Buscar Ajuda

O Ronda Maria da Penha oferece suporte através de canais como o número de emergência 24 horas e postos de atendimento presencial em delegacias especializadas.

FOTOS: Samara Ariana Aires / PMAM

spot_img