As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Projeto Supermercado na Escola incentiva a matemática na prática

Iniciativa mobilizou 140 alunos da Escola Estadual Wilma Geber, na Zona Norte de Manaus

Vivenciar na prática o conteúdo ensinado na sala de aula e, de quebra, despertar potenciais talentos empreendedores nas crianças pelo ensino da matemática. Foi essa a proposta de uma atividade prática que mobilizou alunos e toda a comunidade escolar na última sexta-feira (24/5), na Escola Estadual Wilma Vitoriano Geber, localizada no bairro Alfredo Nascimento, na zona Norte de Manaus.

De acordo com a gestora da escola, professora Maria Auxiliadora Fonseca, a atividade prática surgiu da necessidade de facilitar o entendimento de conteúdos teóricos, além de auxiliar na preparação dos alunos para a prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). A atividade contou com apoio de pais e responsáveis, que auxiliaram na confecção dos “produtos” e os aproximando, segundo a gestora, do ambiente de aprendizado.

“A matemática está sendo trazida para o cotidiano deles por meio da simulação de um supermercado, em que eles trabalham as quatro operações na prática, fazendo com que sejam atores do seu próprio conhecimento. Ações como essa são muito válidas por exatamente fazer com que eles aprendam por associação, com o envolvimento de todos os membros escolares, inclusive os pais e responsáveis”, apontou.

No “Supermercado na Escola”, os alunos organizaram pequenos estandes semelhantes a mercados e executaram tarefas de rotina similares àquelas dos estabelecimentos comerciais, como venda de produtos com dinheirinho de mentira, emissão de notas fiscais fictícias, e leitura de propagandas em alto-falantes, realizando diversos cálculos. Para as atividades, foram mobilizadas quatro turmas de alunos do 5º ano dos turnos matutino e vespertino, com idades entre 9 e 10 anos, num total de 140 alunos.

Iniciativa – Segundo os idealizadores do projeto, os professores Marcelo Santos da Silva de Matemática e Erilda de Oliveira Duarte, da disciplina de Língua Portuguesa, a ideia surgiu a partir de uma pesquisa de campo que os alunos realizaram em um supermercado do bairro, quando viram de perto a organização de produtos nas prateleiras, a organização de funcionários e o estoque e transformaram em prática educativa.

Na avaliação do professor Marcelo, o apoio de toda a escola à iniciativa, aliando a grade curricular dos alunos às atividades práticas, facilita o aprendizado e tem potencial para despertar o gosto pela matemática nos alunos.

“A proposta foi trazer uma brincadeira para o contexto escolar de aprendizado. Vivenciar as situações envolvendo as quatro operações nessa simulação de supermercado foi uma estratégia pedagógica bastante inovadora e que está surtindo os efeitos que esperávamos”, comemorou.

Animadas expondo e “vendendo” os produtos, as alunas Ana Kellen Silva de Alves, Fernanda Beatriz Santos, e Pyetra Santos, todas de 10 anos de idade, veem na atividade uma chance de se aproximar da matemática e melhorar o entendimento da matéria associada à atividade lúdica.

“Tem vezes que eu tiro nota baixa, mas espero agora poder melhorar, porque aqui consigo ver na prática como funcionam as contas. Fiquei bastante empolgada por estar no caixa, porque fazer contas sempre dá trabalho e aqui consegui fazer as operações direitinho. Pareceu mais fácil”, comemorou Fernanda Beatriz, estudante do 5º ano.

Parceria – Além de desenvolver as habilidades dos alunos, a atividade proporcionou uma parceria da escola com o supermercado varejista do bairro, que apoiou a ação e se disponibilizou a ajudar a escola em novas ações inovadoras voltadas para o empreendedorismo. A intenção da escola, segundo a gestora, é realizar atividades semelhantes com o intuito de desenvolver ainda mais o processo ensino-aprendizagem na prática.

A atividade foi acompanhada por muitos pais e responsáveis dos estudantes. A mãe de Fernanda Beatriz, Kátia Santos, disse estar orgulhosa ao ver o desempenho da filha e estava bastante satisfeita com a iniciativa da escola. “É muito importante na vida dos nossos filhos ações como esta desenvolvida hoje aqui, porque fortalece não somente aquilo que aprendem em sala de aula, mas desperta também outros talentos, como o lado empreendedor, e a simulação desse trabalho foi muito apropriado. Parabéns à escola pela iniciativa, estou muito satisfeita”, ressaltou a dona de casa.

FOTO: Cledilon Passarinho/Seduc-AM

você pode gostar também