Amazonas Notícias

Psicóloga orienta como estudantes podem gerir suas emoções

Seja na fase escolar ou acadêmica, a saúde mental é essencial para a qualidade da aprendizagem. Com a pandemia e os protocolos de distanciamento social, as dificuldades emocionais aumentaram ainda mais. E, agora, na fase pós crise sanitária, saber gerir as emoções se tornou prioridade para muitos estudantes, principalmente aqueles que sentiram ansiedade, dificuldade de foco, disciplina e motivação.

“Passamos a ter um olhar mais sensível para nossos alunos porque o cuidado com a saúde mental não vai apenas aprimorar o rendimento acadêmico deles, mas também preservar a qualidade de vida e até a própria existência deles”, apontou a consultora do Núcleo de EmpregueHabilidades do Centro de Ensino Literatus, Marcilene Reis.

O Núcleo de EmpregueHabilidades do Literatus é responsável por oferecer qualificação, orientação e acompanhamento dos alunos e egressos no planejamento de suas carreiras. Aconselhamento comportamental personalizado, eventos, palestras e oficinas estão entre as principais atividades  do setor.

Sentimento versus Emoção

A psicóloga Izabela Holanda explica que o primeiro passo para os estudantes alcançarem uma boa saúde mental é praticar o autoconhecimento, conhecer suas forças e as utilizar diariamente.

“Além disso, desenvolva hábitos saudáveis de vida, se exercite, durma bem e beba bastante água”, aconselha a especialista, que veio de Fortaleza (CE) exclusivamente para palestrar sobre o assunto para os alunos calouros do Centro de Ensino Literatus.

Expressar gratidão, generosidade consigo e com os outros também são maneiras de cultivar a saúde. “E treinar o cérebro, através da gestão adequada das emoções e sentimentos”, acrescenta Izabela Holanda.

Para isso, é preciso diferenciar ambos, enquanto a emoção é uma resposta imediata a um estímulo, na maior parte do tempo, estímulo externo, algo que mexe com você, o sentimento é profundo, porque envolve um alto grau de cognição, de percepção e avaliação de algo. 

“Emoção é reação enquanto que sentimento é construção. Se aprendermos a diferenciá-los e a gerir cada um na sua especificidade, viveremos dias mais felizes e em paz”, enfatizou a psicóloga.

Para gerenciar a emoção é necessário usar técnicas de desconexão das emoção, ou seja, tirar o foco intenso que a emoção traz para a situação. “Pode-se fazer a desconexão saindo da situação de estresse, direcione sua mente a lembrar de situações, onde você vivenciou alta carga de emoções funcionais, onde você sentiu paz e felicidade”, sugere Izabela.

Outra forma é escrever sobre a emoção ou simplesmente ouvir músicas que gosta, porque nesse momento, o indivíduo está direcionando o seu cérebro para uma sensação de bem estar.

Já o sentimento é necessário entender o que está sentindo, nomear o sentimento, processar o por que e então, oferecer um novo significado para a situação, redirecionando o pensamento e o sentimento para algo funcional e saudável.

Relacioandos