O presidente nacional do Partido Verde (PV), José Luiz de França Penna, nomeou a administradora Eliane Ferreira para a presidência regional da legenda no Amazonas com o objetivo de estruturar o partido para as eleições municipais de 2016. Antes, Eliane era vice-presidente da sigla e o ex-prefeito de Manacapuru Ângelus Figueira, presidente regional. A decisão de Penna ocorreu após Ângelus ter se afastado da administração do partido para resolver questões pessoais.

Como nova presidente do PV, Eliane afirmou que a primeira decisão a ser tomada será definição dos presidentes dos diretórios municipais no Estado com foco na preparação para a próxima disputa eleitoral. Em Manaus, o nome mais cotado para assumir a administração da legenda é o vereador Everaldo Farias. “Observamos que Everaldo tem realizado um importante trabalho na Câmara de Manaus, levando a principal bandeira do PV que é o desenvolvimento com sustentabilidade, além de estar trabalhando em conjunto com outros filiados para o crescimento do partido”.

Para Everaldo Farias, assumir a presidência municipal do PV lhe permitirá trabalhar de forma mais abrangente as ideologias da legenda junto à sociedade. “No âmbito nacional, o Partido Verde tem uma grande influência na tomada de decisões relacionadas ao meio ambiente e à educação. Queremos trazer esse poder de ação para o Amazonas e para Manaus. E o Diretório Municipal poderá nos dar essa autonomia”, explicou.

Pelo estatuto interno do PV, as nomeações dos presidentes regionais se dão por meio das decisões do presidente da Executiva Nacional que analisa o desempenho dos candidatos ao cargo com base no histórico de trabalho no partido. E a Executiva Estadual é quem nomeia os presidentes dos Diretórios Municipais.

Candidatura própria

Ela afirmou ainda que a nova organização do partido permitirá que a legenda avalie a possibilidade de ter candidatura própria para a Prefeitura de Manaus. “É o sonho de todo partido ter candidato próprio nas eleições e o Partido Verde nãos e amedronta com desafios, tanto que lançou um candidato para a Presidência da República no ano passado”, ressaltou, referindo-se ao ex-candidato Eduardo Jorge.

Eliane Ferreira finalizou lembrando que definição dos comandos municipais resultará na organização da estrutura do partido em cada município, garantindo assim o fortalecimento de seus filiados para entrar na disputa por cargos eletivos proporcionais e majoritários. “Hoje, temos 24 vereadores na capital e interior, e queremos chegar a 50 nas eleições de 2016, mas também vamos lutar para eleger prefeitos”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here