As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Quantidade de peixes-bois resgatados em 2019 preocupa pesquisadores

“Com este filhote que recebemos hoje chegamos ao dobro da quantidade de animais que recebemos em 2018”, informa o veterinário Anselmo d´Affonseca do Inpa, que atua no Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia que é patrocinado pela Petrobras

Manaus–Décimo filhote de peixe-boi da Amazônia é resgatado para ser reabilitado pela equipe do Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC). O animal foi encontrado na malhadeira por pescadores da comunidade Rebojo do município Careiro da Várzea, interior do Amazonas e levado ontem (5) ao instituto.

O peixe-boi foi resgatado pela Polícia Ambiental do Amazonas. Com este filhote, contabilizam 10 animais recebidos pelo instituto e que encontram-se sobre os devidos cuidados por veterinários, biólogos e tratadores. Além destes, o berçário do Parque Robin Best ainda possui mais cinco filhotes também em processo de reabilitação.

Segundo o veterinário Anselmo d´Affonseca o número de filhotes resgatados provenientes de emalhe é preocupante. “A maioria dos filhotes que ficam presos nas malhadeiras foram encontrados saudáveis, e isso é indício que a mãe estava por perto”, diz explicando que nessas situações o melhor a fazer é devolver o filhote aos rios.

“É importante saber que os animais encontrados debilitados devem ser resgatados para receber os devidos cuidados, animais magros e muito machucados devem ser levados imediatamente para o instituto, mas quando o filhote está com a aparência saudável, sem cortes, ele deve ser devolvido aos rios imediatamente”, alerta do veterinário.

Cartilha ensina como liberar filhotes de peixe-boi capturados acidentalmente

Uma das vertentes do Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia, patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental e executado pela Associação Amigos do Peixe-boi (Ampa), é a produção de materiais de apoio sobre diferentes temas e levar estes materiais informativos para colônias de pescadores e comunidades do Amazonas.

Segundo o diretor-executivo da Ampa, Ricardo Romero, o Projeto realiza visitas em colônias de pescadores e comunidades para falar sobre a problemática da caça ilegal, sobre o programa de Reintrodução e também como liberar filhotes de peixes-bois capturados acidentalmente.

“Além dessas ações pretendemos fazer parcerias com órgãos ambientais dos municípios do Estado do Amazonas para potencializar a divulgação, principalmente, da cartilha que auxilia passo a passo como deve ser feito a soltura dos filhotes em casos de emalhe”, comenta o diretor.

Texto e foto: Fernanda Farias – AscomAmpa

você pode gostar também