Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Rastreamento de casos de Covid-19 para frear transmissão do novo coronavírus começa por Itacoatiara

Visitas técnicas iniciaram nesta terça-feira (27/04) para reduzir impactos diante de perspectiva de terceira onda de Covid-19 no estado

A implementação do rastreamento de casos de Covid-19 no Amazonas inicia por Itacoatiara (a 176 quilômetros a leste de Manaus). Em ação conjunta, técnicos da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) e da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) chegaram, nesta terça-feira (27/04), ao município para realizar ações da estratégia que objetiva quebrar a cadeia de transmissão do novo coronavírus no estado.

O “Rastreia Amazonas” monitora pacientes com síndrome gripal em unidades da rede de saúde, como estratégia de fortalecimento de ações de vigilância em saúde. A iniciativa conta com diagnóstico de Covid-19 por meio de exames dos tipos RT-PCR e teste rápido de antígeno.

Ambos testes detectam a presença do vírus, sendo o teste de antígeno apresentando resultado mais rapidamente. Esses dois exames de diagnóstico para Covid-19 são os recomendados para a população, já com oferta de vacina contra a doença.

A iniciativa busca fortalecer as equipes de saúde da família, identificando precocemente casos de Covid-19 para reduzir a pandemia no estado, ampliando a coleta de amostras para diagnóstico, incluindo no interior do estado.

A partir desta terça-feira (27/04), a equipe da FVS-AM e SES-AM reúne com equipes da secretaria municipal de saúde de Itacoatiara para implementação da estratégia no município. Na quinta-feira (29/04), a visita técnica será realizada em Ipixuna (a 1.367 quilômetros a sudoeste de Manaus) e Eirunepé (a 1.160 quilômetros a sudoeste de Manaus).

A diretora técnica da FVS-AM, Tatyana Amorim, explicou que o monitoramento é realizado em pessoas que apresentem sintomas gripais suspeitos para Covid-19, e em quem não apresente nenhuma suspeita e esteja ligada ao contato positivo. “Essa estratégia é recomendada pelo Ministério da Saúde para todos os municípios no país, visando a ampliação da testagem. No Amazonas, as 62 cidades vão participar da estratégia”, afirmou.

Segundo o gerente de doenças transmissíveis do Departamento de Vigilância Epidemiológica da FVS-AM (DVE/FVS-AM), Alexsandro Xavier, o telemonitoramento será realizado no período de 14 dias. “Esse acompanhamento deve ocorrer para cada pessoa que foi contato de um caso confirmado, que é o período de incubação da doença”, detalhou.

Parte das amostras coletadas, via RT-PCR, nas unidades de saúde da capital serão processadas no Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas (Lacen/FVS), por meio da plataforma de alta precisão chamada Janus G3 Workstation, que tem capacidade de processar até 750 amostras de RT-PCR diárias. O equipamento automatiza o diagnóstico de Covid-19 e realiza o procedimento completo em quatro horas.

As demais amostras coletadas na estratégia serão processadas pela rede de laboratórios da Fundação de Medicina Tropical Heitor Dourado Vieira (FMT-HDV) e da Fundação Oswaldo Cruz – Instituto Leônidas e Maria Deane (Fiocruz Amazônia/ILMD).

Já os testes rápidos de antígeno serão processados pelas secretarias municipais de saúde do interior do estado. Esse tipo de exame faz parte dos 122 mil testes rápidos de antígeno doados ao Amazonas pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

Monitoramento – O telemonitoramento será realizado com as pessoas que testarem positivo e contatos de casos confirmados para o novo coronavírus, via RT-PCR e teste rápido de antígeno. As equipes de saúde são responsáveis por realizar visitas aos integrantes do estudo, para orientar os pacientes sobre métodos de prevenção à Covid-19 e tratamento da doença na atenção básica de saúde.

Vacinação – Nas visitas técnicas a Itacoatiara, Ipixuna e Eirunepé, as equipes da FVS-AM e SES-AM também vão implementar as ações para melhorar o desempenho da vacinação contra a Covid-19. As estratégias fazem parte do plano de ação para ampliar a cobertura vacinal do estado contra a infecção pelo novo coronavírus.

-publicidade-