Foto - Divulgação

Na manhã deste domingo (26), a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) confirmou várias mortes no regime fechado do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), que fica quilômetro 8 da BR-174. O número de vítimas ainda não foi confirmado, mas seria de até dez detentos.

A confusão começou depois de uma briga entre facções em dois pavilhões. O secretário da Seap, tenente-coronel Marcus Vinícius de Oliveira Almeida, informou para a imprensa que equipes de segurança foram acionadas e estão no presídio. O número oficial de mortes só vai ser confirmado após revista.

Sete homens teriam sido mortos no pavilhão cinco e três no pavilhão três.

O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado e a Força Nacional fez uma barreira no início do ramal que leva para a unidade prisional.