Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

“Rede de Vizinhos Protegidos” – Projeto institui comunicação mais rápida entre polícia e comunidade

Visando estabelecer uma comunicação mais ágil entre polícia e comunidade, policiais militares da 17ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) realizam o projeto “Rede de Vizinhos Protegidos” (RVP), em bairros da zona centro-oeste de Manaus. A experiência de policiamento comunitário vem permitindo maior celeridade no atendimento das ocorrências e inibindo crimes na região.

Atualmente, o projeto funciona nos conjuntos Jardim Versalhes, Belvedere, Vista Bela, Flamanal e Campos Elíseos. Além da troca de contatos diretos com os policiais, também há grupos no aplicativo WhatsApp, de cada rua, como meio de facilitar ainda mais esse contato.

O comandante da 17ª Cicom, capitão Rafael Oliveira, explica que, com a RVP, qualquer morador que perceba alguma movimentação estranha na área pode imediatamente acionar os policiais.

“A ideia é que cada vizinho, de cada rua, saiba a rotina daquele local e, se um desses comunitários observar algum movimento estranho, ele pode acionar a polícia da 17ª Cicom”, enfatizou o comandante. De acordo com o capitão, a ideia é que o projeto seja expandido e esteja presente em outros bairros de Manaus.

O presidente da associação de moradores do conjunto Belvedere, Carlos de Oliveira, disse que desde o início do projeto os casos de criminalidade têm diminuído e que a comunidade se sente mais protegida. “Houve uma redução considerável na criminalidade no nosso conjunto, uma média de pelo menos 70%. Graças a esse projeto nós temos uma resposta rápida e eficiente da PM”, contou.

A moradora do conjunto Flamanal, Socorro Lopes, falou que o projeto tem dado um retorno positivo para a comunidade. “Todos os dias nós tínhamos assaltos nas paradas de ônibus. O RVP era um projeto piloto, mas a gente foi se reunindo com os policiais que integram o projeto, fomos realizando reuniões todas as semanas, e hoje o projeto vem trazendo um resultado muito positivo para nós”, afirmou.

FOTO: Pelegrine Neto/SSP-AM

-publicidade-