Amazonas Notícias

Rede estadual do Amazonas terá 15 representantes na 10ª edição do Programa Futuras Cientistas 

Quinze professoras e alunas da rede estadual do Amazonas foram selecionadas para participar das atividades científicas da 10ª edição do programa federal Futuras Cientistas.

Com o objetivo de incentivar e promover a participação feminina no ensino de STEM (Science, Technology, Engineering and Mathematics, ou em tradução livre, na Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) em todo o país, a iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), se dará  por meio de workshops, palestras e visitas a laboratórios de pesquisa. As representantes do Amazonas participarão das atividades entre os dias 4 de janeiro e 27 de fevereiro de 2024, ano que marca a segunda participação do estado no programa. 

Durante todo o período de atividades, 10 alunas e cinco professoras da rede estadual de ensino participam de uma completa imersão no tema “Tecnologia de Alimentos: desenvolvimento e aceitabilidade de produtos alimentícios desenvolvidos utilizando frutas não-convencionais da Amazônia”. As ações envolvem pesquisas de campo, videoaulas e contato direto com pesquisadores relacionados ao tema, dentro da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). 

Professora de Química e uma das docentes selecionadas pelo programa, Kamila Rangel, têm três alunas da Escola Estadual de Tempo Integral (Eeti) Marcantonio Vilaça I, unidade de ensino em que exerce docência, que também participarão fo “Futuras Cientistas”. A unidade, localizada na zona norte de Manaus, recebeu um mutirão de inscrições no projeto, revelou a professora. 

“Fizemos a proposta para as alunas e recebemos mais de 20 inscrições. Dessas, tivemos três selecionadas e foi uma surpresa muito grande. Ter essa experiência dentro da universidade é uma oportunidade incrível, que pode mudar o futuro dessas garotas. Eu segui a carreira científica e não me arrependo. Queremos mostrar, na prática, que é possível”, destacou a professora. 

O programa Futuras Cientistas é uma iniciativa vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e começou a ser realizada, em  2012, pelo Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (Cetene). Em 2023, tornou-se nacional e alcançou a marca de mais 1,6 mil inscritas em todo o Brasil. 

Oportunidade

Ao ser perguntada sobre o que significa ciência e a participação feminina no meio científico, a estudante Manuella Melo, que tem 17 anos e é uma das três alunas do Eeti Marcantonio Vilaça I contempladas no projeto, definiu como “transformação e reconhecimento”. Esta é a visão da discente, que sonha em ser médica e que pretende utilizar a experiência adquirida no programa para seguir na carreira. 

“Tive poucas experiências em laboratório durante minha vida e ter essa oportunidade, dentro de uma universidade, abre o horizonte para novas perspectivas”, ressaltou a discente. 

Durante os dois meses de atividade, as participantes contempladas pelo projeto receberão uma bolsa-auxílio no valor de R$483, subsidiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). 

FOTOS: Euzivaldo Queiroz/ Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar

Relacioandos