Take a fresh look at your lifestyle.

Reforço policial é enviado à Barreirinha após depredação de delegacia e tentativa de linchamento

A população ficou revoltada com um homem que estuprou e matou uma bebê e incendiou as viaturas policiais

-publicidade-

A SSP-AM informou que, na noite de domingo (20), a Polícia Militar do Amazonas encaminhou reforços para Barreirinha em virtude de depredações registradas após a prisão de um suspeito que estuprou e matou a própria enteada, uma bebê de apenas um ano. A população ficou revoltada com o caso e incendiou as viaturas policiais. As pessoas ainda tentaram invadir o local para linchar o estuprador.

No momento, a situação no município está sob controle. Caso seja necessário, serão enviados mais reforços policiais. A Polícia Civil deve encaminhar esta semana uma equipe para investigar o crime e apurar a depredação do patrimônio público.

Confusão

A população de Barreirinha tentou invadir a delegacia da cidade para agredir e matar o suspeito. A confusão terminou com uma pessoa baleada e a delegacia depredada. Os manifestantes ainda chegaram a atear fogo nas viaturas estacionadas no pátio da unidade prisional.

Vídeos compartilhados nas redes sociais registraram a ação dos moradores. Pedras foram jogadas contra as vidraças da unidade. No meio da confusão, houve tiros e uma pessoa aparece em um dos vídeos feridas. Ela foi atingida pelos tiros e levada ao hospital local. Não há informações sobre o estado de saúde dela.

-publicidade-