Registros de novos casos de sarampo mantém redução em Manaus

As notificações de novos casos de sarampo vêm mantendo a redução de novos registros da doença, conforme os dados do 33º Informe Epidemiológico de Monitoramento de Casos de Sarampo, divulgado nesta segunda-feira, 22/10, pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde.

No total, desde fevereiro, o município de Manaus registra 8.217 notificações da doença, o que inclui 6.404 casos em investigação (aguardando resultado laboratorial), 1.324 casos confirmados e 489 descartados.

Com o reforço no repasse do quantitativo de kits laboratoriais pelo Ministério da Saúde, ao Laboratório Central do Governo do Amazonas (Lacen), o 33º Informe apresentou um acréscimo de 209 casos confirmados de sarampo, em comparação com o número registrado no 32º Informe, divulgado no dia último dia 15.

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, informa que no final de setembro foram repassados 60 novos kits e cada um pode processar até 90 amostras de exames, com isso o trabalho de confirmação e descarte está ocorrendo de forma mais rápida. Mas, os casos confirmados já estavam em investigação, aguardando resultado laboratorial. O importante é que a notificação de casos suspeitos, que representa o indicador principal para avaliar o cenário atualizado do surto, vem mostrando uma redução sustentável a cada semana.

Entre todas as 8.217 notificações de sarampo, 26,7% estão na faixa etária de 20 a 29 anos, seguida da faixa etária de 15 a 19 anos (23,2%), de 30 a 49 anos (15,5%) e menores de um ano (14,6%).

Entre os 1.324 casos confirmados, a faixa etária mais atingida é a de menores de um ano (24,8%), seguida das faixas de 20 a 29 anos (21,2%), de um a cinco anos (17,4%), e de 15 a 19 anos com 13,7% do total de confirmações.

Magaldi reforça que a vacina contra o sarampo continua disponível nas Unidades de Saúde para a população de seis meses a 49 anos. Todas as pessoas que ainda não se imunizaram devem tomar a vacina ou a doença vai continuar circulando em Manaus. Um alerta maior tem que ser feito aos pais e responsáveis, que devem ficar atentos para a vacinação dos filhos que estão completando seis meses de vida e que precisam receber a vacina.

Por território, o Distrito de Saúde (Disa) Norte apresenta o maior número de notificações com 35,6% do total. O Disa Leste vem em seguida com 32%, Disa Sul com 17,7%, Disa Oeste com 13,5% e Disa Rural com 1,1%.

A lista com as 183 salas de vacina do município de Manaus está disponível no site da Semsa

(http://semsa.manaus.am.gov.br).