Renan Calheiros acusa a Políci Federal de proteger sócio da Precisa

Nesta quinta-feira (01), o relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), acusou o Governo de utilizar a Polícia Federal para proteger o sócio da Precisa Medicamentos, Francisco Maximiano.

“Ontem, nós tivemos uma eloquente utilização da instituição da Polícia Federal. Porque, não sendo investigado nessa comissão, o senhor Maximiano teve contra si aberto uma investigação na Polícia Federal. E essa investigação serviu de base para a concessão do habeas corpus pela ministra Rosa Weber, numa burla”, continuou.

Ontem, a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber decidiu que Francisco Maximiano pode ficar em silêncio em depoimento à CPI, porque é investigado e não pode ser forçado a produzir provas contra si mesmo. Em razão disso, o depoimento dele foi adiado. Por Gazeta Brasil.