Nesta segunda-feira (3), uma revista Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) encontrou oito celulares, três carregadores e cinco armas brancas. A vistoria ocorreu dois dias após o agente Alexandro Rodrigues Galvão, de 36 anos, ser morto a facadas por 12 detentos durante um princípio de rebelião, no sábado (01/12).

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária, a operação têm como objetivo retirar materiais que possam ser utilizados pelos detentos em possíveis alterações no presídio e ainda evitar novas fugas no sistema prisional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here