As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Rodoviários terão reajuste de 5,5% a partir do mês de agosto

Durante reunião realizada na tarde desta segunda-feira, 4, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) chegaram a um acordo sobre o Dissídio Coletivo referente aos anos 2017/2018 e 2018/2019. A reunião mediada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), durou mais de cinco horas.

Após a reunião, ficou acertado o reajuste de 3,5% para o Dissídio Coletivo 2017/2018 e de 1,69% para 2018/2019, que foi ajustada para 5,5%. Os valores serão pagos pelas empresas entre o início do mês de julho e o final do mês de agosto. Quanto à contratação de horistas, um dos pontos divergentes da pauta, ficou acertado que entre os meses de maio de 2018 e abril de 2019, as empresas podem contratar 10% do sistema, de um total de 8 mil colaboradores.

“Apresentamos a mesma proposta da última sexta-feira e dessa vez aceitaram. Infelizmente a cidade teve que passar por esse caos todo para eles aceitarem algo que já havia sido discutido. Esperamos que amanhã o transporte coletivo volte a operar em sua normalidade e os usuários do transporte possam ir e vir normalmente”, comentou o assessor jurídico do Sinetram, Fernando Borges.

Em relação as liminares concedidas pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT), o Sinetram já informou o descumprimento das decisões e aguardará as decisões que devem ser tomadas pela justiça.

Greves

O saldo após mais de sete dias de greve, foram mais de 2,1 milhões de pessoas prejudicadas. Além disso, na manhã desta segunda-feira, 4, vândalos depredaram 61 ônibus, das empresas Eucatur, Global Green, Açaí Transportes e Expresso Coroado nas proximidades do Terminal 4. A confusão ocorreu depois que sindicalistas pararam os terminais de linha, que ficam dentro do T4. Apenas este ano já foram 15 paralisações irregulares.

Operação

Devido ao comprometimento da frota no início da manhã, com os ônibus quebrados e a falta de alguns colaboradores que entrariam para trabalhar no turno da tarde, o transporte coletivo terminará a segunda-feira, 4, com 68% da frota circulando, o que equivale a 856 ônibus. Atualmente, o sistema transporta 750 mil pessoas por dia, com a frota de 1.260 ônibus em 229 linhas.