Take a fresh look at your lifestyle.

Sair do vermelho e emagrecer: consultora em saúde alimentar dá dicas para o brasileiro alcançar as duas principais metas para 2016

-publicidade-

Segundo pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), pagar todas as contas atrasadas é o objetivo central de 36,8% da população; Praticar mais atividades físicas e perder peso é a segunda meta mais mencionada pelo consumidor (34,3%); Flavia Machioni, especialista em alimentação saudável, oferece receitas baratas para alcançar os dois objetivos de uma só vez; –

Foto: Divulgação
São Paulo, 03 de março de 2016 – Este ano, por conta da percepção da crise econômica e a queda do poder de consumo do brasileiro, sair do vermelho supera a meta de fazer mais exercícios físicos e emagrecer. O método mais citado para escapar do negativo, para 56,3% dos entrevistados, é organizar as contas de casa.

“Quando converso com os meus alunos e clientes sobre o assunto, o supermercado é o campeão das reclamações de aumento de preço”, conta Flavia Machioni, consultora em alimentação saudável. “Economizar e ao mesmo tempo manter uma alimentação equilibrada é simples, mas demanda informação e alguns truques de cozinha. Comer bem e saudável não precisa ser caro, como a maioria das pessoas pensa”, explica. Flavia desenvolveu receitas fáceis e nutritivas para o café da manhã, almoço e jantar, que vale para toda a família.

“As três receitas têm um bom equilíbrio entre os macronutrientes: gorduras, carboidratos e proteínas. Além de terem vitaminas e minerais, muito importantes para a nossa saúde”, assegura a especialista. Ela diz que é possível variar os legumes e verdura em cada um dos pratos, para não cair na monotonia.

A consultora descreve as escolhas para as três refeições diárias: “para o café da manhã, a sugestão é uma panqueca doce sem açúcar, que possui os nutrientes necessários para começar bem o dia, mas sem exagerar nas calorias. Para o almoço temos um frango empanado em uma farinha rica em gorduras boas, que têm ação antioxidante e auxiliam na prevenção de doenças cardíacas, diabetes e obesidade. O acompanhamento é um arroz colorido, que enriquecemos com vegetais ricos em fitonutrientes e fontes de fibras. E para o jantar, salada de macarrão, uma opção prática e nutritiva, que pode ser servida quente ou fria. Fica ao seu critério”.

Veja como é fácil comer bem e saudável, sem gastar com ingredientes caros demais:

Café da manhã – panqueca doce
Rende 1 porção
Ingredientes:
– 1 ovo;
– 1/2 banana madura;
– 2 colheres de sopa de farinha de aveia.

Modo de preparo:
Em um recipiente, bata o ovo com a farinha de aveia, pode ser com um garfo mesmo.Amasse a banana e adicione à massa. Ou se preferir bata todos os ingredientes no liqüidificador. Despeje a massa em uma frigideira untada com um fiozinho de óleo. Deixe assar em fogo baixo, com a frigideira tampada. Espere ela firmas e vire. Sirva em seguida.
Sugestão:
Sirva com pasta de amendoim ou frutas frescas picadas.

Almoço – frango empanado e arroz integral colorido
Frango crocante – sem glúten
Serve 4 pessoas
Ingredientes:
– 500g de sobrecoxa de frango;
– Sal e pimenta do reino à gosto;
– 1 limão;
– 1 dente de alho amassado;
– 1 xícara de flocos de milho;
– 1/2 xícara de semente de abóbora descascada ou girassol ou linhaça.

Modo de preparo:
Tempere o frango com o alho amassado, sal, pimenta do reino e limão e deixe marinando por alguns minutos. Enquanto isso, no processador, bata os flocos de milho e semente que escolheu, até virar uma farofa graúda. Empane os pedaços de frango na farofa – caso precise passe um pouco de azeite – e leve para assar em forno pré-aquecido a 200 graus por 25-30 minutos ou até dourar.

Arroz integral colorido
Serve 4 pessoas
– 1 xícara de arroz integral;
– 2 xícaras de água;
– 1 cebola;
– 2 colheres de sopa de óleo;
– Sal a gosto;
– 1 cenoura ralada;
– 1 maço de espinafre cortado em tiras;
– Salsinha e cebolinha a gosto.

Modo de preparo:
Cozinhe o arroz em água com uma pitada de sal. Reserve. Aqueça o óleo e refogue a cebola picada. Adicione o espinafre, coloque uma pitada de sal para que ele “sue” e deixe ele murchar e perder um pouco de água. Então acrescente a cenoura ralada, mexa rapidamente para que se misturem e desligue o fogo. Misture o arroz integral cozido e finalize com salsinha e cebolinha. Acerte o sal e sirva em seguida.

Jantar – salada de macarrão com maionese caseira
Serve 4 pessoas
Salada de macarrão
Ingredientes:
– 1 pacote de macarrão tipo fusilli ou penne;
– 1/2 repolho verde ou roxo;
– 1 colher de sopa de sal;
– 2 tomates grandes em cubos;
– Frango desfiado ou atum;
– 1/2 a 1 xícara de maionese nutritiva caseira;
– Temperos à gosto: sal, pimenta, orégano, salsinha, coentro, etc.

Modo de preparo:
Cozinhe o macarrão e reserve. Corte o repolho em fatias finas, e então corte ao meio. Coloque em uma bacia e adicione a colher de sal. Com as mãos, vá massageando o repolho para que ele cozinhe no sal. Você vai perceber que ele vai soltando água durante o processo. Deixe descansar por alguns minutos. Escorra o excesso de água do repolho, caso tenha. Misture o tomate cortado em cubos, o frango ou atum e a maionese caseira. Junte à mistura o macarrão, finalize com temperos à seu gosto e sirva.

Maionese caseira
Ingredientes:
– 1 xícara de biomassa de banana verde cremosa – vídeo de como fazer em youtube.com/lactosenao;
– 2 colheres de sopa de azeite de oliva;
– 1 colher de sopa de mostarda;
– 1/2 ou 1 limão;
– Sal e pimenta a gosto;
– Opcionais para saborizar: alho, salsinha, cebolinha, orégano e manjericão fresco, cúrcuma, etc.

Modo de preparo:
Bata todos os ingredientes no liquidificador ou no processador até ficar bem homogêneo e cremoso. Acerte o tempero e está pronto!

Sobre Flavia Machioni
Flavia Machioni é consultora em saúde alimentar e especialista em alergias alimentares. Ainda como profissional de relações públicas, sua história começou em 2012, quando após ser diagnosticada como intolerante à lactose, criou o blog Lactose Não, com dicas, receitas e informações sobre esta condição. Pouco tempo depois, Flávia descobriu a alergia à proteína do leite e uma hipersensibilidade ao glúten, que revolucionaram ainda mais sua relação com a comida. Foi aí que decidiu mergulhar no universo da alimentação saudável e se dedicar completamente a uma nova profissão: consultora em alimentação. Especializou-se em culinária natural no The Natural Gourmet Institute (Instituto de Culinária Natural), em Nova Iorque e em Cuisine Santé (Saúde Alimentar) no Centro Europeu, em Curitiba. Atualmente está cursando o programa de Health Coach (Consultoria em Saúde) do Institute for Integrative Nutrition (Instituto de Nutrição Integrativa), dos EUA.

-publicidade-