As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Sarcopenia: o que essa condição causa e como preveni-la

A população acima de 50 anos é acometida por essa doença, que causa perda de mobilidade

O número de brasileiros que chegam até a terceira idade é cada vez maior. De acordo com o IBGE, em 1940, a expectativa de vida no país era de 40 anos, em média. Hoje, a maioria dos brasileiros vive até os 75, isto é, a população prolongou em mais 30 anos seu tempo de vida. E é exatamente por conta desse acréscimo que percebe-se cada vez mais problemas relacionados à velhice.

Um dos mais comuns é chamado de sarcopenia, que se resume à perda gradativa de musculatura, principalmente depois dos 50 anos. O problema de saúde, atualmente, acomete mais de 50 milhões de pessoas, com redução de mais de 25% da massa muscular.

Essa diminuição é um processo natural e inevitável, porém pode ocorrer um retardo na velocidade com que a debilidade chega. Há hábitos simples, presentes na rotina, que podem contribuir para uma longevidade sadia, enquanto outros têm o poder de acelerar ainda mais o comprometimento da mobilidade na terceira idade.

O conjunto de exercícios físicos e alimentação balanceada pode parecer uma recomendação repetitiva, mas é a mais efetiva contra esse mal, de acordo com a pesquisa publicada na revista especializada Geriatrics & Gerontology International. O estudo comparou a musculatura de 81 idosas de 65 a 80 anos, divididas em três grupos: mulheres que só faziam exercícios físicos, mulheres que só tomavam suplementação proteica (o popularmente conhecido whey protein) e mulheres que combinavam os exercícios com os suplementos.

Depois de 24 semanas de acompanhamento, percebeu-se que as que ingeriam o whey e se exercitavam apresentaram desenvolvimento significativo de músculos. O grupo que apenas fazia atividade física teve ganho de massa magra, porém em menos quantidade. Já as que só ingeriram a proteína não apresentaram mudanças.

A pesquisa, embora feita com um pequeno número de pessoas, comprova que a alimentação e o abandono do sedentarismo são as chaves para prevenir e retardar a aparição do quadro de sarcopenia.

A indicação dos profissionais de saúde é de que, para resultados realmente efetivos, a ingestão deve ser de 1,2 grama de proteína para cada quilo do peso do indivíduo. Uma pessoa com 60 quilos, por exemplo, deve consumir 72 gramas do nutriente por dia, o que equivale a 120 gramas de carne, ou três ovos, em média, juntamente de qualquer tipo de exercício com peso. Ambas as ações devem ser acompanhadas por profissionais da saúde, para evitar desequilíbrios no organismo e lesões.

Foto: Divulgação