Take a fresh look at your lifestyle.

SAÚDE: FIOCRUZ estuda transmissão do Zika também pelo pernilongo

-publicidade-

O Aedes aegytpi transmite o Zika e agora surge uma suspeita que o vírus possa ser também passado pelo pernilongo. A Fiocruz, em Pernambuco, encontrou o Zika no intestino do mosquito Culex, o conhecido pernilongo. A pesquisadora da Fiocruz, Constância Flávia, explica que os estudos realizados mostraram que todas as fases do processo de transmissão do vírus pelo pernilongo foram identificadas. “A primeira etapa é muito simples é provar que a espécie se alimenta daquele hospedeiro. A segunda é mostrar em laboratório que ela se infecta com vírus e terceiro que ela consegue transmitir esse vírus. Se o vírus consegue entrou no intestino infectou a gente consegue infectar e depois ele replica dentro da glândula salivar uma vez na saliva ele vai ser transmitido. As três etapas foram compridas. A ultima é essa, identifica em campo que ele ocorre infectada.”

A Fiocruz analisou 200 mosquitos alimentados com sangue infectado pelo Zika. A conclusão foi que, o vírus continuou ativo nos pernilongos. A presença do Culex em zonas urbanas é 20 vezes maior que a do mosquito Aedes aegytpi. Mas, a cientista lembra que, a pesquisa ainda não foi finalizada, por isso, não há motivo para a população se preocupar. “Isso é uma pesquisa cientifica, que é uma etapa. Existem indícios, mas não está concluído. É saber que a gente está alerta e que pesquisas estão sendo feitas e que a gente vai poder dar uma resposta rápida para isso. Quanto antes a gente souber com quem a gente está lidando, mais fácil a gente vai controlar a doença.”

Como não há remédios para o tratamento do Zika, a única forma de proteção é exterminar o mosquito transmissor, o Aedes aegypti. Saiba mais na internet, no endereço: combaedes.saude.gov.br

Reportagem, Karina Chagas

-publicidade-