Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Seap realiza cerimônia de encerramento do curso de Panificação para detentas no CDPF

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) realizou, nesta terça-feira (1º/06), a cerimônia de encerramento do curso de Panificação no Centro de Detenção Provisória Feminina (CDPF). A capacitação, que foi ofertada para as reeducandas do regime fechado e provisório, ocorreu por meio de uma parceria com o Centro de Ensino Tecnológico do Amazonas (Cetam) e a empresa cogestora Reviver Administração Prisional Privada.

O curso de Panificação teve uma carga horária total de 100 horas e contou com a participação de 25 internas, sendo 15 do regime fechado e 10 do provisório. As aulas foram ministradas no Centro Feminino de Educação e Capacitação (Cefec), divididas entre práticas e teóricas que abordaram assuntos sobre microempreendedorismo e produção de pães, doces, bolos e salgados variados.

A cerimônia contou com uma mesa de guloseimas e a apresentação de músicas gospel, preparadas e interpretadas pelas reeducandas que concluíram a qualificação. Estiveram presentes no local, a chefe do Departamento de Reintegração Social e Capacitação (Deresc), Keyla Prado; o coordenador-adjunto do Sistema Penitenciário (Cosip), Emerson Tizzato; diretores de unidades prisionais e representantes da empresa cogestora.

Há quatro anos no sistema prisional e participando do programa “Trabalhando a Liberdade” desde 2019, a reeducanda Joana Cruz (nome fictício) destaca sua alegria por finalizar mais uma qualificação. “Estou muito feliz por ter tido a oportunidade de concluir mais essa capacitação. Posso dizer que o curso foi excelente e pude aprender bastante sobre essa nova profissão que é a panificação, acredito que estou no caminho certo para sair daqui como uma nova pessoa”, assegurou.

Para Keyla Prado, as reeducandas agora poderão ter mais uma chance para recomeçar suas vidas quando estiverem fora do sistema prisional. “O desempenho delas no curso foi muito bom, até mais do que eu esperava. Ao sair daqui, elas irão saber fazer perfeitamente as coisas que aprenderam durante as aulas e poderão criar o seu próprio negócio para conquistar sua nova renda de forma digna”, afirmou.

FOTO: Divulgação/Seap

-publicidade-